Qual o melhor investimento para quem quer investir?

Por isabela  |  30/04/2021  |  Comente »

Como fazer investimento?

Uma mentalidade empreendedora entende que dinheiro parado é uma das piores coisas que poderia ocorrer. A moeda é feita para circular, sendo que existem diversas maneiras de fazer isso e ainda ganhar um dinheiro com uma boa estratégia de investimentos.

Começar a investir é sempre um grande problema para pessoas inexperientes, isso acontece devido à escassa ou nenhuma educação financeira ensinada na maioria das escolas brasileiras. 

Essa situação cria um problema enorme para pessoas que não sabem o que fazer com o seu dinheiro. Muitas criam até um certo medo em investir esse dinheiro parado, porém, mal sabem que ele está perdendo seu valor de compra.

Neste artigo abordaremos alguns tipos de investimentos para quem está querendo começar nesse meio tão natural e tão fácil e eficaz, tanto quanto um realizar um serviço de abertura de empresa.

Antes de tudo, adiantamos que é necessário muito estudo e vontade de querer aprender sobre cada tipo de investimento, nada vem por acaso, mas sim com muito trabalho e dedicação. Somente por meio de disciplina, cuidado e dedicação que se obterá sucesso. 

O poder de compra de cada moeda 

Antes de indicarmos os melhores tipos de investimentos para iniciantes, é preciso explicar alguns aspectos importantes. O primeiro deles é o poder de compra que seu dinheiro tem no momento em que você o recebe.

Perceba que o que era comprado anos antes com uma quantia de dinheiro não é mais possível, não na mesma quantidade, nos dias atuais. Isso ocorre devido a mudança do poder de compra da sua moeda. 

Esse é o maior motivo de não utilizar as poupanças como método principal de estoque de dinheiro, justamente porque um montante de dinheiro parado perde seu valor de compra. O rendimento da poupança é abaixo do valor da inflação, ou seja, o dinheiro perde valor.

Tanto é que o banco utiliza desse dinheiro que você emprestou e investe em outros setores para que ele renda para a empresa. Pensando nisso, deixar o dinheiro parado, seja em uma poupança ou debaixo do colchão, é como rasgar uma nota por dia. 

Uma dica é fazer com frequência a revisão de impostos que você paga mensalmente e imaginar uma maneira de fazer seu dinheiro render a ponto de que esses impostos sejam pagos com o lucro de dividendos garantidos pela base de investimentos realizados.

Investidores conservadores e agressivos

O segundo ponto e não menos importante, é entender que existem dois tipos de investidores. Cabe a você decidir qual o meio que melhor atende o seu estilo. 

Entender isso é importantíssimo, pois para escolher um tipo de investimento será preciso assumir riscos, então, cabe a cada pessoa decidir o quão disposta está a pagar ou não por eles, estratégia até um pouco parecida com as soluções financeiras para empresas.

Investidor conservador 

Esse perfil é para as pessoas que desejam assumir menos riscos, então optam sempre pelas opções mais seguras do mercado. Devido a isso, escolhem por render menos mensalmente e acreditam ganhar mais a longo prazo.

Normalmente os iniciantes são, por natureza, investidores conservadores, mas com o passar do tempo e o desejo de lucrar mais, podem acabar mudando de perfil. 

Ser conservador é entender os seus limites e até onde você pode ir sempre optando pelo caminho mais seguro. Para quem pouco entende do mercado ou tem muitas contas a pagar, pode ser uma excelente escolha, apesar de menos lucrativa a curto e médio prazo.

Investidor agressivo

O investidor agressivo é aquele que assume mais riscos, ou seja, o serviço impostos e ativos gerados pelos investimentos realizados são maiores, possibilitando uma renda de curto e médio prazo maior do que outros tipos de investimentos.

Esse tipo de investidor normalmente já conhece um pouco a maneira como o mundo de investimentos funciona. Como existe uma certa confiança no que está fazendo, consegue assumir esse risco e fazer dinheiro com ele.

A principal diferença entre esses tipos de investidores é o valor mínimo de perda, normalmente os investidores agressivos assumem perder muito mais do que um conservador, mas tudo tem um limite. Não cometa loucuras!

Começando a investir

Primeiramente, é preciso ter uma visão mais ampla, recomendamos que você tenha algum computador ou realize o aluguel de notebook para que não dependa somente do celular para seus investimentos e estudos.

Falaremos de alguns tipos de investimentos mais seguros para que se tenha um pouco de noção de por onde começar. Em quesito de valores, lembre-se que você está fazendo um investimento, então, não vai por obrigatoriedade investir nos mesmos produtos.

O ideal é ter um pouco de dinheiro investido e ir acompanhando como cada tipo de investimento vai se adaptando no mercado de ações. Normalmente, o indicado é uma pessoa viver com 70% de todo o valor.

Assim, se uma pessoa ganha R$1000,00 seria interessante que todos os seus gastos não ultrapassassem o valor de R$700,00. Dos R$300,00 que sobraram, 20% pode ser utilizado para o lazer, enquanto os outros 80% devem ser utilizados com o objetivo de lucrar. 

Diversas carteiras de investimento exigem valores mínimos para realização da compra de suas ações. Falar em valores brutos é muito difícil, pois dependerá de cada realidade e o quão disposto cada pessoa estará para investir.

Vejamos agora alguns tipos de investimentos:

  • Fundo de investimentos; 
  • Tesouro Direto;
  • Fundo Imobiliário – LCI;
  • Fundo agropecuário – LCA. 

Esses quatro tipos de investimentos tem baixo custo para um início e baixo risco. Falaremos de cada um separadamente. Confira!

Fundo de investimentos 

 Após ter feito uma pesquisa de qualidade de vida no trabalho, viram que grande parte dos jovens que estão iniciando suas carreiras no mercado de trabalho não se aposentarão pelo Estado, mas comprarão sua própria previdência.

O fundo de investimentos é uma maneira que grandes empresas encontraram de utilizar o dinheiro de outras pessoas mais conservadores para fazer seus investimentos mais arriscados e lucrativos. 

Então exigindo um valor mínimo por mês, a pessoa firma um contrato com essas empresas e passa a investir mensalmente com uma contribuição que arrecada mensalmente um juros muito acima dos normais, isso possibilitará a longo prazo um valor fixo de venda mensal.

O fundo de investimentos é positivo para quem está começando e pode render um dinheiro fixo ao final da vida, mas é preciso cumprir o contrato estabelecido para não retirar o dinheiro e ficar no prejuízo. 

Investimento no Tesouro direto

O Tesouro Direto é uma maneira prática e super segura de investir o seu dinheiro a longo prazo, basicamente você empresta o seu dinheiro para o Governo realizar obras e pagar contas. Como compensação, o governo devolve esse dinheiro com juros pelos empréstimos.

O Tesouro Direto está vinculado à chamada taxa Selic, o investimento é seguro porque o governo federal  é uma espécie de empresa que nunca irá falir, isso porque as pessoas pagam seus impostos.

Você compra essas carteiras no site oficial do tesouro direto e existe um prazo para a retirada do dinheiro, normalmente o período mínimo é de 12 meses, mas tende a variar dependendo do caso. 

Fundo Imobiliário – LCI

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) ou fundo imobiliário é quando você empresta seu dinheiro para empresas imobiliárias para realização da compra, venda, hipoteca ou alienação de imóveis. Você se torna um financiador do mercado imobiliário.

Normalmente é estabelecido um contrato ao realizar o empréstimo desse dinheiro com o objetivo de definir um prazo e o valor de juros que será retornado para o financiador que cumprir todas as métricas estabelecidas.

É um fundo seguro, pois o mercado imobiliário depende somente de fatores externos e bem definidos para seu sucesso. São eles, a taxa de juros estabelecida pelo governo, a concorrência entre os setores e o poder de compra dos consumidores.

Quando existe muita concorrência entre os setores, o governo tende a baixar o valor dos juros para realização dos financiamentos via bancos estatais, aumentando o poder de compra dos consumidores. 

Adquirir um imóvel é o sonho de todas as pessoas, além de ser quase sempre a maior compra que uma pessoa comum realiza em toda a sua vida. Por isso, é um mercado que costuma se manter sempre firme e forte.

Esse tipo de informação pode ser passada em um curso de capacitação online, então, veja suas possibilidades e adquira conhecimento.

Fundo agropecuário – LCA 

A LCA ou Letra de Crédito Agropecuário é a linha de crédito feita por empresas privadas ou públicas com o objetivo de financiar o mercado agropecuário. O Brasil é muito forte no ramo agrícola e agropecuário. 

Somente nosso país alimenta mais de 1 bilhão de pessoas todos os dias e sustenta mais de 60% de toda a economia, portanto, é um excelente local para  começar a investir e super seguro para quem está aprendendo.

Em termos práticos, funciona parecido com a LCI. É definido um contrato sob o prazo que será investido e o juros que serão arrecadados. Então, compre uma cadeira de escritorio de secretaria, acomode-se e estude as possibilidades desse investimento.

Essas foram algumas dicas das maneiras de começar um investimento para iniciantes. O importante é começar de algum lugar, agora é com você. Boa sorte!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu comentário: