Saiba como abrir seu próprio negócio

Por isabela  |  30/04/2021  |  Comente »

Saiba como abrir o seu próprio negócio

O sonho de muitas pessoas é deixar de trabalhar para uma empresa ou patrão e começar a se aventurar em busca de abrir o seu próprio negócio. Neste artigo, iremos entender um pouco quais as etapas e oferecer algumas dicas para que você comece imediatamente.

Ter um negócio não é uma tarefa nada simples e quanto mais ele se expandir, mais difícil será administrá-lo, afinal, serão diversas funções e setores da empresa na qual, provavelmente, você não será capaz de realizar a gestão sozinho.

Porém, é um fato que atualmente é muito mais simples de abrir a sua própria empresa visto o avanço da tecnologia, beneficiando tanto quem já tem um negócio estável e consolidado no mercado quanto um novato que irá se inserir agora no mercado.

Além de curso de capacitação online, existem diversos artigos, vídeos e livros que ensinam passo a passo como abrir o seu próprio negócio, mas antes disso, vamos entender como chegamos ao ponto em que estamos hoje.

Antigamente, era comum que somente pessoas que nasceram ricas ou com uma família que tivesse uma empresa, conseguiriam abrir o seu comércio. Até mesmo a nossa visão de empreendedor era diferente da visão atual.

Quando se falava em fábrica ou empresa, era muito comum que todos pensassem em um grande galpão ou edifício que produz em grande escala algo, sendo que hoje em dia, uma empresa pode compreender apenas o seu quarto ou uma pequena sala.

Sem mais delongas, seja a sua ideia abrir uma empresa de terceirização de TI ou qualquer outra, vamos entender o passo a passo de como começar o seu próprio negócio.

Abrir um negócio custa caro?

Antes de mais nada, é bom ter algumas coisas em mente antes de se aventurar e abrir o seu próprio negócio:

  • Tenha em mente o que pretende vender;
  • Qual o público que pretende atingir;
  • Qual é o seu diferencial frente a outras empresas;
  • Quanto dinheiro pretende investir, inicialmente.

Ter ao menos essas perguntas respondidas desde o início já é um belo começo e te coloca na frente de muitas pessoas que não têm nem ideia do que querem vender, como venderão ou a forma que realizarão as abordagens aos clientes.

Saiba que montar uma empresa investindo pouco dinheiro é bastante difícil, mas não significa que seja impossível, principalmente se optar pelo e-commerce como começo de jornada, seja para vender etiquetas adesivas personalizadas ou outro produto.

Tudo também dependerá do quanto você está disposto a investir. Talvez começar com uma identidade visual através de um site seja o começo e, apenas isso, já pode custar algo um pouco caro, caso encontre alguém que faça muito bem feito e de forma profissional.

Mas pensemos nisso depois, até porque abrir uma empresa requer diversas etapas e muitas delas são cheias de burocracias. Portanto, o seu primeiro grande passo é abrir um MEI.

Qual a importância do MEI?

A sigla MEI significa microempreendedor individual, sendo que este regime tributário será essencial para abrir o seu negócio, caso não tenha muita renda para iniciar. A principal vantagem é que não existe custo de abertura, apenas um valor para manutenção mensal.

Porém, para seguir com o plano de abrir sua empresa de cenografia para eventos, alguns critérios têm de ser atendidos, como faturar até R$81.000 por ano, não ter outras empresas em seu nome e contratar apenas um funcionário, no máximo.

Através do MEI, a carga tributária que terá de pagar para manter o negócio é reduzida e isso pode ser um incentivo para começar a empreender. Imagine ter que pagar valores absurdos iguais a grandes empresas desde o início. Ninguém tentaria vender nada!

Portanto, é importante se atentar a todas essas formalidades, principalmente para que não seja prejudicado durante o processo de abertura.

O que você precisa saber?

Separamos algumas orientações para te guiar na hora de abrir o seu negócio. Algumas são mais simples e você pode já ter a resposta, outras são mais difíceis e podem levar tempo até que você atinja o requisito.

Bom, entre os principais pontos estão:

01 – Defina o seu tipo de negócio e o seu público

Você pode ser o responsável por oferecer serviços de planejamento tributário e fiscal, vender camisetas ou até mesmo realizar a manutenção de alguns tipos de máquinas, mas independentemente do que fizer, tenha isso muito bem definido.

Saber o seu tipo de negócio ajuda a definir o seu público-alvo, ou seja, seus clientes, as pessoas que têm interesse pelo seu produto. Isso pode ser uma tarefa bastante fácil, mas caso não faça ideia de que tipo de negócio abrir, precisará pesquisar mais até ter certeza.

Definir o público-alvo te ajuda a seguir e a tomar decisões assertivas para o tipo de produto ou serviço que oferecerá a eles. Porém, como você vai saber qual o seu cliente ideal?

Essa pergunta você terá mais certeza após negociar com seus primeiros clientes, entender o tipo de qualidade e produto que eles buscam. Essa sensibilidade é essencial para qualquer vendedor, ainda mais em começo de comércio, portanto, pratique bastante!

02 – Estude o mercado e o seu produto

Seja criando um banner promocional sob encomenda ou qualquer outro serviço, você deve conhecer o mercado que te rodeia, para que assim se prepare para ele e esteja apto para as mudanças repentinas que podem acontecer todos os dias em uma empresa.

Conheça o seu produto, saiba o tipo de material que ele é feito e outros que podem substituir o atual, saiba quanto em média é o preço que pedem por ele, outras formas de fabricá-lo, mais de um fornecedor que te ajude a comprar o necessário, entre outros.

Além de você poder se adaptar melhor e bolar estratégias assertivas para as mais diversas situações, você passa mais confiança ao seu cliente, pois ele com toda certeza perceberá que está falando com alguém que entende sobre o assunto.

Acredite, você consegue vender até mesmo etiquetas para código de barras para um cliente satisfeito com o serviço e contente com o seu atendimento. Portanto, proatividade e conhecimento devem ser os seus guias.

03 – Tenha organização

Embora este tópico pareça óbvio para qualquer um que o leia, entenda que com organização queremos dizer uma boa gestão de todos os recursos da sua empresa, principalmente os recursos financeiros.

Para que o seu negócio vá para frente e seja impulsionado, aumentando tanto o alcance quanto a relevância de sua marca, ter uma saúde financeira boa é essencial pois, de nada adianta ganhar muito em um serviço se você está devendo três ou mais fornecedores.

Você pode utilizar para te ajudar meios de sinalização de segurança financeira, ou seja, softwares e planilhas de controle para te auxiliar a não se perder em meio às despesas, lucros e fluxo de caixa do seu negócio.

Claro, sempre é possível contratar alguém que faça isso por ti caso ache que irá esquecer em meio a tantas tarefas. Apenas tome cuidado porque é extremamente comum novas empresas começarem e terminarem por falha de gestão do dinheiro.

04 – Tenha uma identidade visual forte

Esse é um dos requisitos que as pessoas esquecem de sua importância, mas ter um logo que representa bem a sua empresa é extremamente importante. Cria engajamento e representatividade, mesmo que inconscientemente.

Feche os olhos e pense agora mesmo no símbolo de um restaurante conhecido. Só de olhar para o logo todos conhecem e sabem de quem estão falando, o que ele comercializa e onde podem encontrá-lo.

É esse tipo de referência e relevância que você deve buscar para o seu negócio desde o começo. Contrate um bom designer e invista nisso, afinal, nada mais é do que o cartão de visita de seu comércio, no qual as pessoas te conhecerão.

05 – Saiba se divulgar

Se está seguindo todas as nossas orientações, é muito provável que já tenha uma boa ideia e direção de como abrir o seu próprio negócio. Porém este tópico é extremamente importante, pois é através dele que você divulgará o seu trabalho.

De nada adianta ter o melhor produto, vender da melhor forma e ser incrivelmente carismático se você não divulga as coisas que faz. As pessoas tem que te conhecer e, no mercado de trabalho, quem não é visto, não é lembrado.

Utilize da tecnologia ao seu favor, crie páginas nas redes sociais que representam o seu mais novo negócio, utilize do Facebook e Instagram e crie postagens com frequência para engajar o seu público e conhecer um pouco mais dele.

Conclusão

Espero que tenha ficado um pouco mais claro sobre as formas e como abrir o seu próprio negócio. Lembre-se de adaptar todas as orientações aqui disponibilizadas para a sua própria realidade, mas o importante é não ficar parado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu comentário: