• PIX: conheça as facilidades e saiba como utilizar de forma consciente

    Por isabela  |  29/06/2021  |  Comente »

    O PIX revolucionou as formas de pagamento, trazendo grandes facilidades às empresas e aos consumidores. Inclusive, essa ferramenta trouxe diversos benefícios, mas deve ser usada de forma consciente, a fim de evitar o descontrole do orçamento.

    Então, pensando nisso, nesse artigo vamos explicar sobre o pix, forma de pagamento instantânea e online implantada em novembro de 2020, e que já faz parte do dia a dia do brasileiro.

    Ademais, é importante ressaltar que o pix pode se tornar, até mesmo, a nova forma de fazer transações referentes à prestação de serviços folha de pagamento de sua empresa. Continue lendo e entenda suas vantagens.

    O que é o PIX e como ele funciona?

    O pix foi criado pelo Banco Central do Brasil e, nessa modalidade de transferência bancária, não existem as famosas taxas para transações do tipo TED ou DOC, para transferências de valores entre agências bancárias distintas.

    Afinal, é necessário apenas o uso de dispositivo eletrônico, como um tablet ou smartphone, que possua o aplicativo de seu banco instalado e liberado para transações, além de acesso à internet.

    Ademais, o pix vale entre pessoas físicas, ou entre pessoa física e jurídica, havendo uma taxa no caso do recebimento por PJ, com exceção do MEI. 

    Isso significa que para uma empresa de serviços de contabilidade, por exemplo, que opte por receber de seus clientes por pix, pode haver a cobrança de uma taxa sobre a transação, o que depende de sua agência bancária.

    Normalmente essa taxa é mais baixa que aquelas tradicionais, e alguns bancos isentam seus clientes que são PJ.

    Outro ponto positivo do pix é que ele acaba com o inconveniente desses tipos de transações só serem feitas em horário comercial, ou seja, de segunda a sexta-feira, das nove da manhã até às seis horas da tarde.

    Como mencionamos, o pix ocorre de forma instantânea, caindo em alguns minutos na conta de destino, em qualquer dia ou horário.

    Além disso, pode ser feito para várias finalidades, como para o pagamento à vista de uma compra, como de um carimbo de borracha, ou mesmo para quitação de boletos, acabando com a necessidade de se deslocar até caixas eletrônicos ou agências. 

    Dessa forma sua popularidade é crescente entre consumidores e empresas. Entretanto, para utilizar esse serviço gratuito, é necessário ter uma chave Pix cadastrada junto ao seu banco, podendo ter diferentes chaves em diferentes bancos.  

    PIX: conheça as facilidades e saiba como utilizar de forma consciente
    (Foto: FreePik)

    Chave PIX: o que é?

    Uma chave pix é um código que identifica uma determinada conta bancária que vai receber o valor. As opções são diversificadas, podendo ser:

    • Seu CPF ou CNPJ;
    • Seu número de telefone;
    • Seu e-mail
    • Ou uma chave aleatória.

    As chaves aleatórias são sequências de 32 dígitos sugeridas pelo próprio sistema do aplicativo bancário utilizado por sua empresa de serviços de segurança eletrônica, por exemplo. 

    Ao optar por elas, aconselhamos deixá-las salvas em algum local de fácil acesso, pois são difíceis de memorizar. Outra opção é acessar o aplicativo do seu banco e copiar diretamente dele para enviar ao pagador no momento da transação.

    Cada conta bancária pode ter um máximo de cinco chaves pix associadas a ela, no entanto, aconselhamos cadastrar apenas uma por conta. Assim que uma chave Pix for cadastrada, o que leva poucos segundos, o usuário já pode receber e fazer transferências por pix.

    Ao vender uma cesta de alimentos, por exemplo, seu estabelecimento passa a ter uma forma adicional de pagamento à vista, afinal cada vez mais as pessoas preferem sair de casa sem grandes quantias de dinheiro, devido à falta de segurança.

    Ademais, sistemas de cartão de crédito comumente falham, e com o pix, o cliente só precisa ter seu celular em mãos.

    Basta informar ao pagador a chave, sem necessidade de dados adicionais como agência e número da conta, por exemplo, nem de uma máquina de cartões, podendo concluir por seu aplicativo bancário a transferência para a conta do distribuidor, no mesmo momento.

    QR Code: como funciona?

    Outra forma de fazer transferências ou pagamentos é através dos QR Codes, também gerados instantaneamente no aplicativo. O nome vem de Quick Response Code, ou seja, Código de Resposta Rápida, traduzindo para o português. 

    Simplificando, trata-se de uma espécie de código de barras capaz de armazenar muitas informações sobre o produto, de forma totalmente digital. Ele pode ser lido tanto pelas câmeras de smartphones quanto por leitores tradicionais de códigos de barras.

    Por exemplo, uma empresa de tecnologia que instala um inovador sistema para restaurante, pode receber por seus serviços em segundos gerando um QR Code em seu smartphone.

    Ele então pode ser lido diretamente pelo celular do pagador ou enviado a ele via mensagem, nos diversos canais de contato, como WhatsApp ou por e-mail

    Existem dois tipos de QR Code: estático e dinâmico. Ambos funcionam como uma ferramenta de cobrança, sendo que a diferença entre eles está na quantidade de transações que podem ser feitas com o mesmo código.

    1 – QR Code Estático

    Na prática, o QR Code estático funciona como uma etiqueta de preço único de determinado produto, como uma cola para acrilico. Ele não se altera e permanece válido para várias transações, de forma que o lojista pode deixar o código QR impresso em seus produtos.

    Dessa forma, seus clientes podem fazer a leitura do preço e demais informações sobre a cola de acrílico e outros produtos de seu interesse, diretamente na tela de seus smartphones.

    Então podem pagar por eles instantaneamente, não havendo necessidade de formar filas nos caixas. O Banco Central recomenda essa ferramenta para pessoas físicas, varejistas e prestadores de serviços. 

    2 – QR Code Dinâmico

    Já o código dinâmico é exclusivo para uma determinada transação, ou seja, só pode ser pago uma vez. Nesse caso é possível incluir outros dados no QR Code, por exemplo, a identificação do recebedor.

    Sua utilização é indicada para e-commerces e demais compras online, ou para cobranças mais formais ou bem pontuais.

    As vantagens de fazer um PIX

    Sobre este tópico, vamos começar expondo dados, o que já revela a grande valia da ferramenta. Afinal, no início deste ano, já foram contabilizadas mais de 133 milhões de chaves pix, segundo dados do Banco Central.

    São cerca de 128 milhões de pessoas físicas e mais de 5 milhões de pessoas jurídicas. Ao longo dessa leitura você certamente pôde perceber as vantagens do pix, mas segue uma check-list para visualizar melhor os motivos de tanta popularidade:

    • É creditado instantaneamente, 24 horas, todos os dias;
    • Sem necessidade de ir até o banco ou caixas eletrônicos;
    • Sem filas;
    • Sem taxas para transferências entre pessoas física e MEI;
    • Feito no próprio smartphone ou tablet do pagador;
    • Não há limite quanto a valor mínimo ou máximo.

    Vale ressaltar que alguns bancos cobram taxas para pessoas jurídicas, como uma empresa especializada na instalação de contador de fluxo de pessoas, por exemplo. Mas essa taxa é menor que as cobradas por TED ou DOC.

    Entre pessoas físicas, o pix também veio como uma solução para dividir contas entre amigos de forma simples, rápida e prática. Também veio para acabar com a inadimplência de pequenos empréstimos feitos para os amigos nessas horas.

    Para finalizar: o PIX é seguro?

    O Pix é uma modalidade de transferência bancária eletrônica segura, implantada e regulamentada pelo Banco Central do Brasil. No entanto, pessoas mal intencionadas sempre buscam formas de se beneficiar de maneira ilícita. 

    Então, a recomendação de segurança é sempre confirmar os dados do recebedor, como o nome, antes de finalizar a transferência.

    Uma vez finalizada a transferência, ela não pode ser desfeita, e ao errar qualquer dígito da chave, como digitar um 2 ao invés de um 3 em um número de telefone, por exemplo, o pagamento será direcionado para o dono do código com o número digitado.

    Considerações finais

    Agora que você conheceu as facilidades do pix e como utilizá-lo, aproveite essa comodidade, mas seja consciente ao fazê-lo. Por ser uma forma muito simples de realizar pagamentos, é natural que consumidores percam o controle sobre seus gastos.

    Então, para que o pix seja uma ferramenta segura para seu bolso, mantenha o controle sobre seu dinheiro. Aconselhamos manter o orçamento mensal sempre à vista, como uma forma de saber quais são os seus limites.

    Você também pode gerar diferentes gráficos para visualizar melhor seu cenário financeiro e estimar os próximos gastos com total tranquilidade, conforme suas necessidades e vontades.

    Ou seja, o pix veio para revolucionar as transações financeiras, possibilitando qualquer transferência a um clique, então use isso a seu favor.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

  • Endomarketing: como aplicar a estratégia

    Por isabela  |  28/06/2021  |  Comente »

    O endomarketing, ou marketing interno, compreende o conjunto de estratégias para “vender” a ideia da empresa aos colaboradores. 

    Diferentemente do marketing comum, que tem foco no cliente, o objetivo do endomarketing é conquistar o público interno de uma marca, quem realmente vive o dia a dia e faz com que ela exista. 

    Assim o interesse  pelo trabalho e a motivação dos funcionários aumenta, pois eles ganham participação ativa e propósito nesse ambiente. Inclusive, todas as ações de publicidade de uma empresa podem ser ineficazes se os próprios colaboradores não forem os primeiros a “levantar a bandeira”. 

    Quem poderia (ou deveria) ser mais qualificado para falar de um produto ou serviço do que os próprios funcionários? Então, o endomarketing busca um alinhamento entre toda equipe que contribui para melhorar o ambiente corporativo, tornando o clima organizacional mais saudável. 

    Estabelecendo uma comunicação clara e objetiva entre empresa e colaboradores e incentivando a interação, o resultado é engajamento. Apostar nesse sistema de geração de confiança mútua, pode ser o grande diferencial que sua empresa de totem precisava.

    Como gestor, é fundamental garantir a qualidade de sua marca. E essa qualidade está direta e proporcionalmente relacionada à satisfação dos funcionários.

    Se os seus objetivos são aumentar as vendas e fortalecer a imagem de sua empresa, garantindo seu reconhecimento no mercado, encontrou a estratégia certa. Um ambiente empresarial deve ser leve e produtivo, e o marketing interno compreende as ferramentas para isso. 

    Para desenvolver o potencial de obtenção de resultados do seu negócio, continue lendo e entenda como as ações de endomarketing podem ser implementadas no dia a dia de uma empresa. Dessa forma, você pode adaptar as ideias para a sua realidade.

    Incentive sempre a comunicação (endomarketing)

    Incentivar a comunicação interna é a primeira estratégia, e também é a base de tudo para o endomarketing, afinal marketing significa comunicação. A proposta aqui é trabalhar e fortalecer o canal direto de contato com a sua equipe.  

    Para começar, é importante que como gestor de uma marca, você crie um canal de diálogo com todos os colaboradores. Deste modo, é possível usar diversas ferramentas para esse fim, como: 

    Mantenha os canais de diálogo abertos, afinal a comunicação deve ser uma via de mão dupla. Se você ainda não incentiva essa prática, certamente pode se surpreender dando atenção às opiniões da equipe.

    Diferentemente da comunicação unilateral, você abre a oportunidade para que os funcionários também possam ter voz ativa, dando sugestões de melhorias para a empresa. 

    Tente fazer enquetes internas para direcionar a tomada de certas decisões. Por exemplo, ao abrir uma filial, pergunte a opinião sobre qual letra caixa escolher para ser o foco da identidade visual, por exemplo. 

    Tornar os membros participativos é uma forma de fazer com que os próprios funcionários se autovalorizem. Não importa o ramo ou setor, qualquer negócio apresentará resultados positivos ao implementar uma cultura interna de apoio e valorização dos colaboradores.

    Motive seus colaboradores com palestras e treinamentos

    Fazer palestras motivacionais faz toda a diferença e ajuda muito no desenvolvimento profissional e pessoal de uma equipe. Essa também é uma das estratégias do endomarketing.

    Endomarketing: O que é como aplicar a estratégia
    (Foto: FreePik)

    As palestras são o momento perfeito para educar os funcionários quanto à própria empresa, retomar e frisar a missão, visão e os valores da sua marca, além de compartilhar metas e mostrar resultados. Preze pela transparência de seu empreendimento.

    Também é um ótimo momento para ouvir diretamente a opinião de todos, e claro, para motivar e incentivar o foco pessoal e do grupo como um todo, visando melhores resultados para a empresa. 

    Você pode fazê-lo de forma mais descontraída ou mais formal, conforme suas características próprias. Eventos informais como churrascos, por exemplo, podem ser definitivos para a integração entre os membros de diferentes setores.

    Oferecer esses momentos corporativos voltados para descontração e lazer, é uma forma de reverter aquele imprint muito comum da nossa sociedade, de que trabalho é uma forma de castigo. Destruir essa ideia vai refletir nas ações de seus funcionários, bem como em sua disposição e motivação. 

    Uma boa ideia é a realização de algumas dinâmicas em grupo, com objetivos tanto motivacionais quanto integrativos. Por exemplo, você pode propor uma atividade que utilize etiquetas em branco para que cada um escreva características positivas dos colegas.

    Então incentive que, durante o evento, eles se tratem pela característica pela qual foram mais reconhecidos. Neste dia o Sr. João, recepcionista na portaria, será tratado pelo vocativo de “simpático”, se essa for sua maior qualidade.

    Esse foi apenas um exemplo entre as infinitas possibilidades de aplicação. As dinâmicas frequentemente podem apontar muitas situações específicas, assim como destacar certas qualidades de um funcionário, que talvez você não conhecesse até então.

    Ademais, integrar profissionais como psicólogos ou terapeutas ocupacionais ao seu time pode ser um investimento chave para o sucesso. Pense nisso!

    Valorize cases de sucesso internos

    Pois bem, se sua empresa de serviços contábeis tem apresentado bons resultados, dê o devido crédito aos responsáveis.

    Invista em ações que demonstrem e valorizem os resultados atingidos por colaboradores. Destaque aqueles que conseguiram se sobressair e atingiram resultados diferenciados. Reconheça as ideias ou práticas inovadoras e as soluções criativas.

    Existem muitas formas de fazer isso, algumas bem simples e sem qualquer custo, como fazer a menção desses casos em reuniões. 

    Reconhecer o trabalho de uma pessoa é um combustível para ela e, muitas vezes, é uma recompensa tão importante quanto o próprio salário.

    Além disso, premiações e bonificações aos funcionários pelo bom desempenho ou pelas metas atingidas, é uma prática muito indicada.

    Inclusive, fornecedores de brindes corporativos podem ser grandes aliados aqui. Talvez você ainda não tenha pensado neles para desenvolver brindes internos à empresa, mas é um grande diferencial.

    Essa premiação pode ser feita das mais diferentes formas, desde com remuneração adicional, quanto com viagens ou produtos, como eletrônicos ou eletrodomésticos, itens de perfumaria ou alimentos diferenciados (vinhos, cesta de café da manhã, chocolates, etc).

    E essas premiações ainda podem se apresentar como uma forma de divulgação externa da marca. Um power bank personalizado, pode ser um ótimo presente, pois é útil ao funcionário e carrega o logo da empresa de forma muito natural. 

    Ofereça benefícios aos colaboradores

    Plano de saúde, vale-transporte e vale-alimentação são alguns dos benefícios corporativos mais comuns. Mas a ideia aqui é inovar nos benefícios, tanto por oferecer maior qualidade de vida aos colaboradores, quanto por tornar muito mais atrativo ter um cargo na sua empresa.

    Algumas ideias são:

    • Vouchers para redes parceiras;
    • Convênios com academias; 
    • Cupons de desconto;
    • Ingressos para cinema ou outro evento;
    • Vale-cultura para livros ou cursos.

    Na verdade, como gestor você deve se preocupar com a qualidade de vida de toda a equipe. Lembre-se, isso não só é uma preocupação que humaniza sua marca. 

    Pode ter certeza que funcionários felizes são muito mais comprometidos com o trabalho, além de garantir melhor qualidade, principalmente dos serviços prestados.

    Se você estava se questionando como aumentar o faturamento de seu empreendimento de aluguel de impressoras, talvez pesar a qualidade de vida dos funcionários e estimulá-la, seja a solução que precisava.

    Invista em treinamento e na capacitação da equipe

    Uma das melhores maneiras de comunicar os valores da sua marca é viabilizando treinamentos. A capacitação do profissional reflete diretamente na qualidade do seu trabalho. Isso é um fato inegável.

    Ofereça oportunidades internas de capacitação. Essa é uma boa dica até mesmo para valorizar aqueles que se destacam e que já têm grande experiência. 

    Incentive-os a oferecer pequenos cursos sobre sua área de atuação ou mentorias referentes às metodologias que aplicam, por exemplo. Ademais, subsídios para educação é outra boa ideia. 

    Será que você já pensou como oferecer um curso de capacitação, como de Atendimento ao Cliente, pode qualificar sua equipe? Ou mesmo tutoriais completos sobre seus produtos e/ou sua linha de produção. 

    Um grande problema enfrentado por muitas empresas, é o fato de que os funcionários desconhecem as particularidades de marcas diferentes de um mesmo produto.

    Quanto mais detalhes eles souberem, melhor amparado está o seu cliente. E os resultados aqui são os aumentos nas vendas e clientes mais satisfeitos.

    Considerações finais

    O endomarketing é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Aplicando as estratégias que acabou de ler, você vai motivar sua equipe, aumentar o foco e a produtividade, estabelecer canais de comunicação e garantir a manutenção de um clima de trabalho agradável. 

    A aplicação das estratégias de marketing interno alinha os objetivos da empresa aos dos colaboradores, e é garantia de diferenciação de performance e qualidade como um todo. Ou seja, é trabalhar o posicionamento de sua marca de dentro para fora.

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

  • A importância de um plano de negócios para o sucesso para um empreendedor

    Por isabela  |  17/06/2021  |  Comente »

    O plano de negócios é um item que deve ser considerado essencial para qualquer empreendedor, pois determina com todos os pontos importantes, as ações e caminhos a serem seguidos em busca do objetivo da empresa, contribuindo para seu enriquecimento.

    E essa mudança positiva não vem apenas em questão financeira, uma das principais recomendações dentro do plano, mas também no foco dos tomadores de decisões em escolherem prioridades e também caminhos a serem seguidos.

    Por exemplo, por meio do plano de negócios, uma empresa de produtos veganos abre suas portas e trabalha focada em um objetivo de ser conhecida pelo público jovem.

    Aliada a essa decisão e esse interesse, existe ainda um fator que exibe diferentes pontos da concepção do negócio, como parte financeira, burocrática e até mesmo a divulgação dos produtos para o público-alvo correto, integrado com sua identidade.

    Esse plano muitas vezes aparece em formato de documento, apresentando uma visualização fácil e prática de ser entendida, englobando o conhecimento pela equipe.

    Sua importância para empreendedores

    O plano de negócios tem uma função ìmpar para empreendedores, pois funciona como um guia altamente formulado, capaz de agregar valores, decisões, interesses e também metas que a empresa deve tomar, sempre prezando pela identidade da marca.

    As tomadas de decisões são pontos cada vez mais contemplados por esse plano, que traz com riqueza de detalhes tudo aquilo que deve ser ou não providenciado para que o objetivo principal seja alcançado, deixando de lado outras questões.

    Abaixo vamos ver alguns pontos que evidenciam a importância de investir em um plano, por meio de seus benefícios:

    Ajuda a focar no objetivo

    Com um plano bem organizado fica muito mais fácil para a empresa começar a dar seus primeiros passos, sempre focando no objetivo principal do negócio, o que muitas vezes acaba se perdendo com o tempo em empresas dos mais variados tamanhos.

    O auxílio de um foco bem determinado pode levar à construção de uma identidade bem alinhada com as expectativas do público e da marca, ideal para uma boa imagem.

    Além disso, com um foco bem determinado, a empresa de portaria remota a distancia tem um maior controle sobre as ações que devem ser tomadas rumo ao crescimento, bem como decisões que exigem um pensamento estratégico, como ações de vendas

    Investe em prioridades

    Se você tem um único foco e pretende criar um caminho para chegar no que você mais deseja, claramente alguns pontos vão se tornar prioridade e outros não.

    Por exemplo, se uma empresa de mídia tem como propósito alcançar seus clientes por meio das redes sociais, naquele momento qualquer outra ideia ou estratégia poderá se tornar passável, podendo ser analisada em um outro momento, não como prioridade.

    Isso pode ajudar empreendedores a pontuarem tudo o que é bom ser investido ou não em uma loja de etiquetas para produtos, por exemplo, analisando o que pode ser secundário ou o que é apenas uma decisão sem fundamentos naquele instante.

    A questão das prioridades também se intensifica no momento em que uma empresa busca pela decisão da expansão, algo que deve ser feito em um momento oportuno.

    Auxilia na saúde financeira

    Grande parte das empresas hoje em dia acabam por falir e deixar para trás todos os seus propósitos, justamente por não se localizarem junto de suas estruturas financeiras, entendendo o que deve ser mantido como fonte de renda, ou uma compra desnecessária.

    Com o plano de negócio existe uma boa estruturação sobre o que a marca deve ou não focar no momento, quais são as entradas financeiras e saídas, dentre outras questões.

    Essa compreensão traz um controle e, de antemão, um discernimento ao tratar com dinheiro internamente, algo que pode ser determinante para que uma empresa continue em funcionamento e investindo em ações como banner promocional com publicidade.

    Diminui número de riscos

    O plano nada mais é do que um guia a ser utilizado pela empresa, ainda que não precise ser colocado como única fonte de decisão pelos líderes que lidam com ações.

    No entanto, essa compreensão do todo da corporação faz com que o número de riscos que marcas tendem a correr diminuam, pois fica claro que algumas prioridades e caminhos desiguais aos propósitos podem ser deixados de lado por um momento.

    É o caso de uma empresa que, segundo o plano de negócios, passou a reduzir as mudanças de estratégias corporativas diante de cenários nada favoráveis financeiramente.

    Como definir um ótimo plano de negócios

    A importância de um plano de negócios para sucesso para um empreendedor
    (Foto: FreePik)

    A definição de um bom plano é tão importante quanto sua execução, pois essa organização vai prover uma maior organização para empresas e empreendedores, podendo impactar tanto no valor de um produto quanto em um contrato de sala comercial.

    O ideal é fazer a concepção desse plano de forma honesta, mas sobretudo próxima à realidade que sua empresa pode alcançar, de acordo com exemplos dados dentro do próprio mercado.

    A seguir, vamos entender mais sobre alguns pontos definitivos para um negócio saudável e altamente regular de acordo com as ideias iniciais dos empresários:

    1. Propósito da marca

    Para começar a estruturação de um bom plano de negócio, é preciso que o empreendedor conheça o propósito que terá com a empresa, ou aquele objetivo que deseja alcançar com a abertura do negócio, algo que é importante tanto para ele quanto para o empreendimento.

    Nessa fase inicial a busca pelo porquê do negócio estar funcionando pode ajudar a criar uma identidade, e principalmente a famosa alma do negócio de cenografia para eventos.

    Comece se perguntando porque está decidindo empreender, porque escolheu o tal produto ou serviço. Essas informações servirão para compreender onde a empresa deverá estar daqui a uns anos e de que forma ela pode chegar no seu propósito da melhor forma.

    1. Estudo de mercado

    Com o primeiro ponto definido, o momento se volta para um estudo aprofundado sobre público-alvo, concorrentes e mapeamento de competências da marca no geral.

    Tudo isso vai servir para que o empreendedor tenha a certeza de onde está investindo, quais são os riscos, os desafios, se o caminho a ser percorrido está dentro daquilo que é necessário, dentre outras questões que envolvam a análise do negócio.

    Esse passo a passo vai fazer com que o investimento seja cada vez mais certo, e que riscos e incertezas possam ser premeditadas antes mesmo de vir à tona na prática.

    1. Planejamento de marketing

    O marketing é a parte da concepção ou lançamento de um projeto que permite um olhar mais mercadológico para o que é ofertado, entendo de que forma ele será repassado para o público, e se será relevante para o mercado de sinalização de segurança onde vai atuar.

    Essa também é a parte onde a empresa vai elaborar as estratégias de lançamento da marca, aproveitando para formular as ações que vão acontecer nesse momento.

    A determinação dessas etapas vai trazer ao empreendedor uma maior visão sobre o negócio na prática, entendendo mais sobre os investimentos que deverá fazer, a comunicação a ser traçada e também a identidade que será agregada.

    1. Estruturação burocrática

    Qualquer tipo de negócio, por menor ou maior que seja, precisa se preocupar com as questões burocráticas, que constituem uma profissionalização para o empreendimento.

    Por exemplo, liste algumas questões que precisam de um olhar atento de fiscalização da empresa de software de gestão financeira como o caso de.

    • Licenças;
    • Contratos;
    • CNPJ;
    • Materiais de trabalho;
    • Contas. 

    Assim tudo vai começar a ficar mais concreto para que os empreendedores envolvidos tenham maior controle sobre tarefas que devem ser feitas e preocupações que vão além do produto ou da relação com seus clientes, promovendo segurança nas atividades.

    1. Simulação financeira 

    A prioridade do seu negócio é a fonte de renda que ele terá para iniciar e seguir trabalhando, já que sem suporte financeiro não existe nenhum tipo de trabalho.

    A partir de todos os pontos que você levantou, desde os propósitos até a parte burocrática, inicie um pensamento sobre as fontes de renda, primárias e secundárias, metas de trabalho para ganhos em dinheiro na empresa de serviços de conservação, dentre outros.

    Tudo deve ser bem alinhado para que sua empresa inicie com um planejamento e com uma saúde financeira impecável, até o ponto em que poderá se erguer com suas vendas.

    Considerações finais

    Desde uma empresa que está começando até aquelas que já trabalham há anos no mercado, o plano de negócios é essencial e está cada vez mais presente dentro de situações de tomada de decisões feitas por empreendedores.

    Desenvolver um bom plano é não apenas uma forma importante de conhecer sua empresa e trabalhar seu crescimento, mas também de cuidar de toda sua estrutura.
    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

  • Marketing: 6 dicas para impulsionar as vendas de comércio eletrônico

    Por isabela  |   |  Comente »

    Marketing – Cada vez mais pessoas recorrem à Internet para encontrar os produtos e serviços de que necessitam. Por isso, o e-commerce é mais importante do que nunca, mesmo para pequenas empresas.

    Não basta apenas ter uma loja online. Você precisa tomar medidas para otimizar seu site e marketing para obter o máximo de suas vendas de comércio eletrônico. Caso contrário, o seu negócio nunca atingirá todo o seu potencial.

    Aqui está o que você precisa saber sobre vendas online, bem como seis dicas de marketing para ajudá-lo a aumentar suas vendas de comércio eletrônico .

    Por que o comércio eletrônico é tão importante

    Embora ainda haja um lugar para lojas com localizações físicas, a maioria das pessoas espera poder encontrar o que precisa online, se assim escolherem. Na verdade, muitas pessoas estão prontas para fazer compras exclusivamente online. Portanto, se você não tem uma loja de comércio eletrônico, está perdendo muitas vendas em potencial.

    Aqui estão mais alguns motivos pelos quais você deve considerar a mudança para o comércio eletrônico:

    Aumente sua base de clientes: Criar uma loja online pode permitir que seus produtos sejam encontrados por um novo grupo de clientes. Ele também quebra as barreiras geográficas e permite que você faça negócios com pessoas fora de sua área imediata. Hoje em dia boa parte das empresas começam direto na internet, como por exemplo o Sexy it.

    É mais fácil do que nunca: plataformas como o Shopify tornam extremamente fácil abrir sua própria loja online. Você também pode listar seus produtos em plataformas estabelecidas como Amazon e eBay, permitindo que você aproveite a enorme quantidade de tráfego que eles recebem.

    Gere Mais Vendas: Alcançando mais clientes e permitindo que as pessoas comprem de você 24 horas por dia, 7 dias por semana, você poderá impulsionar suas vendas e aumentar sua receita rapidamente.

    Como você pode ver, não há realmente nenhuma desculpa para não vender online. Agora, vamos repassar algumas táticas dentro do marketing que você pode usar para maximizar suas vendas de comércio eletrônico.

    Como gerar mais vendas de comércio eletrônico

    6 dicas de marketing para ajudar a impulsionar as vendas de comércio eletrônico
    (Foto: Pexels)

    Abrir uma loja online é o mesmo que abrir uma loja física. Você não pode simplesmente criar um novo site e esperar que o tráfego entre. Você precisa divulgar sua marca e garantir que a experiência de compra seja agradável para os clientes. Felizmente, existem várias maneiras de fazer isso. Aqui estão seis dicas de marketing de comércio eletrônico para você começar.

    1. Utilize vários canais de comunicação

    Tentar alcançar seus clientes estritamente por meio de seu site não é suficiente. Se você deseja ter sucesso online, você precisa estar em tantos lugares quanto possível. Isso dá a você uma chance muito melhor de ser encontrado e descoberto por novos clientes em potencial.

    Aqui estão algumas ideias:

    Comece um blog onde você pode postar artigos sobre seus produtos, serviços e indústria. Os blogs são ótimos para SEO e oferecem uma chance melhor de ser encontrado em pesquisas online.

    Escolha alguns canais de mídia social adequados à sua marca e comece a postar conteúdo neles também. Mantenha seu conteúdo casual e certifique-se de não estar apenas promovendo seus produtos e serviços. Misture postagens que também sejam divertidas e envolventes.

    Inicie uma lista de e-mail e envie boletins informativos regulares para seus clientes, informando-os sobre as novidades e promoções da empresa. Essa é uma ótima maneira de garantir que você seja sempre lembrado por seus clientes mais leais.

    2. Desenvolva o conhecimento da marca

    O conhecimento da marca sempre foi importante, mas é especialmente verdadeiro quando se trata de e-commerce. Quando você vende para alguém pessoalmente, você tem a chance de falar com essa pessoa e construir confiança. Infelizmente, você não tem essa oportunidade quando vende online.

    Portanto, você precisa trabalhar na construção do conhecimento da marca com seus clientes. Dessa forma, quando chegarem ao seu site, eles já conhecerão e confiarão em sua marca, o que os torna mais propensos a comprar de você.

    Aqui estão algumas maneiras de melhorar o conhecimento de sua marca:

    Faça campanhas publicitárias online : usar a publicidade online , como anúncios do Google Ads ou do Facebook, permitirá que você seja visto por mais clientes em potencial. Mesmo que alguém não clique em seus anúncios, você começará a se familiarizar com ele, o que é o primeiro passo para construir o reconhecimento de sua marca.

    Crie conteúdo de qualidade: grandes marcas não procuram apenas vender seus produtos. Eles também informam e educam seus clientes. Ao produzir conteúdo (nas redes sociais ou no seu blog) que realmente ajuda as pessoas, você será capaz de construir confiança e estabelecer-se como uma autoridade em seu setor.

    Envolva-se com seus clientes: responda aos comentários nas redes sociais e em seu blog, ou veja se as pessoas estão discutindo seus produtos em fóruns e participe das conversas. Se as pessoas puderem realmente falar com você, perceberão que estão falando com um ser humano real, ao invés de apenas uma empresa sem rosto.

    3. Analise seus concorrentes

    Não há razão para reinventar a roda. Provavelmente, há muitos concorrentes em seu setor que já vendem online e estão tendo sucesso. Portanto, é uma boa ideia dar uma olhada no que eles estão fazendo para ver se você pode replicar qualquer uma de suas estratégias.

    Faça uma pesquisa no Google para encontrar lojas de comércio eletrônico semelhantes e dê uma olhada em seus sites. Passe pelo processo de compra para ver como é a experiência. Eles estão fazendo algo diferente de você? Eles oferecem algum recurso que você gostaria de adicionar ao seu site?

    Melhor ainda, se você tiver acesso a uma ferramenta de inteligência do concorrente como Ahrefs, SEMRush ou Buzzsumo, poderá pesquisar exatamente quem são seus concorrentes mais próximos.

    Você também pode analisar vendedores na Amazon que estão vendendo produtos semelhantes aos seus. A grande vantagem disso é que há várias ferramentas de pesquisa de produtos da Amazon disponíveis que permitirão que você veja quais táticas os vendedores estão usando para promover seus produtos na plataforma.

    Se você encontrar algo que está funcionando para outra pessoa, fique à vontade para ajustá-lo para se adequar à sua estratégia e incorporá-lo ao seu negócio.

    4. Pesquisa de cliente 

    Você sabe quem é seu cliente ideal? Você sabe quais dados demográficos têm maior probabilidade de comprar seu produto? Do contrário, você está em uma desvantagem significativa quando se trata de marketing e promoção.

    Felizmente, existem várias maneiras de rastrear essas informações online e identificar quais grupos estão gerando mais vendas. Isso permite que você otimize suas táticas e direcione aqueles que provavelmente comprarão de você.

    Aqui estão algumas ferramentas para ajudá-lo com a pesquisa do cliente:

    Google Analytics: ao conectar seu site de comércio eletrônico ao Google Analytics, você poderá ver como as pessoas estão encontrando seu site. Você também poderá ver onde seus visitantes estão localizados, junto com uma série de outras informações sobre o tráfego de seu site.

    Ferramentas do Google para webmasters: esta é outra ferramenta importante que você deve configurar, pois permite que você veja quais palavras-chave as pessoas estão usando para encontrar sua loja.

    Google Trends: digite seus produtos e serviços nesta ferramenta para ver quem está procurando por esses itens. Você também encontrará termos relacionados que podem ser adicionados ao seu marketing.

    Anúncios do Facebook: você deseja ter certeza de que está sempre direcionando seus anúncios ao cliente ideal? Use o recurso de público semelhante do Facebook ao criar seus anúncios para segmentar pessoas com as mesmas características de seus seguidores no Facebook.

    5. Crie uma boa experiência de compra

    Aumentar suas vendas de comércio eletrônico não significa apenas levar clientes ao seu site. Você também precisa ter certeza de que pode gerar conversões quando elas chegarem lá. Para fazer isso, é importante que você forneça a seus clientes uma experiência de compra perfeita, e isso se dá com um bom marketing.

    Certifique-se de ter um bom sistema de navegação instalado. Os clientes devem ser capazes de encontrar rapidamente o que procuram. Para tornar as coisas ainda mais fáceis, inclua um recurso de pesquisa para que os clientes possam digitar os produtos que desejam.

    Quando alguém está pronto para comprar, o processo precisa ser simples. Ofereça o máximo de formas de pagamento possíveis (cartão de crédito, PayPal, Apple Pay, etc.) e garanta que suas instruções sejam fáceis de seguir.

    Se possível, permita que os clientes façam check-out como convidados em vez de usuários registrados para tornar o processo ainda mais rápido. Quanto mais fácil for comprar de você, maiores serão as chances de seus clientes concluírem suas transações.

    6. Teste e analise suas estratégias

    Ninguém acerta na primeira vez. Mesmo que suas estratégias de marketing iniciais de comércio eletrônico sejam bem-sucedidas, ainda haverá espaço para melhorias. É por isso que é tão importante continuar testando para garantir que você está aproveitando ao máximo sua loja online.

    Aqui estão algumas coisas a serem observadas:

    As taxas de conversão de suas campanhas de publicidade: identifique quais campanhas estão funcionando e quais não estão. Você pode então fazer ajustes nas campanhas com baixo desempenho ou simplesmente abandoná-las e se concentrar nas que estão impulsionando as vendas.

    As taxas de conversão de suas páginas de destino: as pessoas que acessam seu site estão realmente comprando alguma coisa ou estão clicando para sair? Veja os números e veja se há páginas que poderiam ser melhoradas para gerar mais vendas.

    Abandono do carrinho: quantas pessoas adicionam itens ao carrinho apenas para sair antes de fazer uma compra? Se este número for alto, pode indicar que há um problema com o processo de checkout.

    Uma boa estratégia é exibir vários anúncios com páginas de destino relevantes ao mesmo tempo e, em seguida, testá-los A / B para ver quais geram mais conversões. Isso elimina as suposições da equação e permite que você veja rapidamente o que está funcionando.

    Conclusão

    O comércio eletrônico é uma parte importante para ser um varejista de sucesso no mundo de hoje. As vendas online podem ajudá-lo a alcançar novos clientes e descobrir mercados que você nem sabia que estavam disponíveis para você.

    Pode parecer intimidante no início, mas se você seguir as dicas de marketing acima, você estará gerando muitas vendas online em nenhum momento.

  • Marketing Digital: Quais Serviços Esperar De Uma Agência

    Por isabela  |  16/06/2021  |  Comente »

    A internet influenciou nossas vidas de várias maneiras, permitindo que as empresas realizem marketing digital. Agora é o principal meio de marketing e tem o melhor ROI para qualquer orçamento de marketing. Neste artigo, você verá quais serviços pode esperar de uma agência de marketing digital.

    São Paulo brilha como uma das melhores cidades, não apenas para empresas de São Paulo, mas em todos os estados do país. Com uma população de mais de 11 milhões de habitantes e o maior PIB do país, representa uma ótima oportunidade para qualquer negócio começar e crescer. Uma agência de marketing digital pode ajudar sua empresa a concretizar esse potencial de crescimento lá e além.

    Quais Serviços Esperar De Uma Agência De Marketing Digital?
    (Foto: Pexels)

    Para The Loud Digital Shout-Out

    Mais da metade do mundo usa a internet. As empresas devem capitalizar esse potencial com as melhores estratégias de marketing digital. Uma agência experiente pode fornecer essa ajuda com uma infinidade de serviços e estratégias complementares. Como resultado, excelentes serviços que as agências de marketing digital oferecem.

    Otimização de mecanismos de pesquisa (SEO)

    Estar no topo dos resultados de pesquisa on-line é importante e pode fazer ou quebrar um negócio. Além disso, SEO é o conjunto de técnicas para garantir que o site ou aplicativo de sua empresa fique acima ou próximo a ele.

    É o culminar da escolha de palavras-chave, posicionamento, tipo de conteúdo e outros atributos do site trabalhando juntos para permitir que o algoritmo de pesquisa dos mecanismos de pesquisa escolha o seu site em vez de outros. Sua agência de marketing pode ajudar a obter essa combinação certa e fornecer serviços adicionais para aumentar o ROI. Então, como análise de tráfego.

    Serviços de criação de sites e aplicativos de uma agência de marketing digital

    O site é a cara da empresa no espaço virtual. Quem você é, o que faz e por que faz isso estará lá para seus clientes em potencial lerem. Portanto, acertar no site é muito importante. Seu profissional de marketing adicionará o texto certo, layout, código, imagens, links, cores e tudo o mais que for necessário para construir o melhor site para sua empresa com base em suas entradas. Além disso, o mesmo será feito com aplicativos ou apps. Então, ótimos serviços que as agências de marketing oferecem.

    Redação de conteúdo e pagamento por clique (PPC)

    O conteúdo é o que faz ou quebra um negócio quando se trata do próprio marketing online. Apenas a combinação certa de palavras e estratégia lhe renderá esse cliente. O profissional de marketing preencherá as páginas do site e do aplicativo da sua empresa e do material de marketing que você possa ter com palavras que impactarão os resultados financeiros da sua empresa para melhor. Portanto, eles podem até fornecer scripts para seus esforços de marketing antivírus.

    Com o PPC, você pagará pelos anúncios sempre que um cliente clicar neles em outro aplicativo ou plataforma. Trazê-los para o seu. O profissional de marketing colocará esses anúncios estrategicamente para aproveitar ao máximo a base de clientes da outra plataforma, com a ajuda de um bom conteúdo.

    Serviços de marketing de mídia social (SMM) de uma agência de marketing digital

    O maior componente do marketing digital hoje, a presença de sua empresa com um bom trabalho de gestão de mídias sociais é a chave para seu sucesso. Assim, seu profissional de marketing pode obter todos os benefícios criando e mantendo contas em sites em seu nome.

    Eles irão criar e executar campanhas online , criar e executar anúncios, responder aos comentários dos clientes e realizar muitas outras atividades relevantes. Assim, eles podem analisar o desempenho da sua empresa e colaborar com você para melhorar as áreas de baixo desempenho.Concluindo, as empresas em São Paulo estão constantemente trabalhando para um futuro melhor, e a sua também, com a ajuda de uma agência de marketing digital.

  • 5 características que tornam um espaço de trabalho ótimo

    Por isabela  |  15/06/2021  |  Comente »

    Se você entrar no espaço de coworking em Ribeirão Preto, imediatamente sentirá que ele é muito diverso do que o escritório tradicional. A cultura do espaço de trabalho soa melhor do que o espaço de escritório normal. No espaço de trabalho você pode sentir o cheiro de café fresco, você pode ver as pessoas compartilhando seus pontos de vista e puxando conversa em grandes mesas compartilhadas.

    O espaço de trabalho está ganhando prevalência periodicamente. Uma das vantagens desses espaços é a possibilidade de alugar apenas o que você precisa em vez de todo um espaço de escritório privado, o que pode ser caro. Por meio de vários modelos de associação, os custos variam e permitem flexibilidade. Isso inclui opções de taxas diárias ou mensais. Os custos de associação também variam de acordo com o uso de um espaço de escritório para alugar ou quer um dedicado.

    5 Características que tornam um espaço de trabalho ótimo
    (Foto: Pexels)

    Além disso, o espaço de trabalho também tem muitas outras características. Deixe-nos discutir sobre eles:

    Flexibilidade e Mobilidade

    Muitos gerentes adotam uma abordagem microgerencial para liderar suas equipes. Embora isso possa parecer certo para sua personalidade, não funciona para muitos e envia uma mensagem clara à força de trabalho de que eles não são totalmente confiáveis. Isso dá o tom e define a cultura do local de trabalho, normalmente sufocando o crescimento e a inovação. Os líderes inovadores reconhecem que precisam abandonar esse estilo de gerenciamento de alto controle e baixa confiança, adotando uma abordagem mais flexível. Isso permite que seus funcionários sejam criativos e desenvolvam um conjunto de habilidades que os ajudará a progredir em suas carreiras. No que diz respeito ao espaço de trabalho em si, isso significa oferecer uma variedade de opções de trabalho, como teletrabalho e hot desking, para atender às necessidades da força de trabalho. Para flexibilidade ideal:

    Acredite na comunicação aberta 

    A união no trabalho torna o trabalho mais fácil. O aluguel de uma mesa perto de mim ou o melhor espaço de cowokring acredita na comunicação aberta. Muitas empresas enfrentam desafios durante a transferência da forma tradicional de trabalhar para a moderna. Oferecer canais de comunicação abertos é um grande passo para as empresas seguirem em frente de crescimento. Tornar-se um local de trabalho moderno é mais fácil. Mas investir em seus funcionários e em novas tecnologias da melhor maneira para impulsioná-los e isso leva a mais produtividade no longo prazo.

    Oportunidades iguais

    A regra fundamental de um grande espaço de trabalho é maximizar seu potencial humano. Quando todos os funcionários dão o melhor de si no trabalho, é melhor para as empresas, melhor para as pessoas e melhor para o mundo.

    Crie uma cultura que permita a cada funcionário ser inovador e contribuir para sua própria capacidade. Até mesmo Steve Jobs, da Apple, acreditava firmemente que as empresas que desejam reter ótimos funcionários precisam deixá-los tomar decisões. Em 2006, a IBM convidou 150.000 funcionários, familiares, parceiros de negócios e clientes para uma sessão de brainstorming online chamada ‘Innovation Jam’. Participantes de 104 países responderam, e suas ideias geraram R$ 100 milhões em investimentos da IBM em projetos sugeridos.

    Outro recurso: O que é um endereço fiscal?

    Liderança autêntica

    Trabalhar juntos traz sucesso. Liderança autêntica é uma abordagem de  liderança  que enfatiza a construção da legitimidade do líder por meio de relacionamentos honestos com seguidores que valorizam sua contribuição e são construídos sobre uma base ética. Geralmente, os líderes autênticos são pessoas positivas com autoconceitos verdadeiros que promovem a abertura. Ao construir confiança e gerar apoio entusiástico de seus subordinados, os líderes autênticos são capazes de melhorar o desempenho individual e da equipe. Essa abordagem foi totalmente adotada por muitos líderes e treinadores de liderança que veem a liderança autêntica como uma alternativa aos líderes que enfatizam o lucro e o preço das ações acima das pessoas e da ética.

    Autenticidade

    O conceito de “autenticidade” pode traçar sua história até a Grécia antiga. Os filósofos gregos antigos enfatizavam a autenticidade como um estado importante por meio da ênfase em estar no controle da própria vida e da advertência onipresente. A autenticidade envolve uma autorreflexão guiada  , criando consciência por meio do uso de uma abordagem de histórias de vida. É improvável que um líder autêntico que esteja ciente de suas crenças centrais se desvie delas. Desta forma, o escritório de coworking dá a oportunidade de trabalhar com autenticidade e colaboração com todos os membros da equipa.

  • Empreendedorismo feminino: das dificuldades à gestão de organizações

    Por isabela  |  14/06/2021  |  Comente »

    O empreendedorismo feminino é um dos movimentos que mais tem ganhado visibilidade nos últimos tempos. Esse levante é fruto dos coletivos de defesa dos direitos das mulheres, que lutam por equidade entre os gêneros.

    O resultado dessa luta, além de trazer muito mais diversidade para o mercado, ainda quebra uma série de paradigmas, renovando um mercado engessado e que há muito tempo precisava de mudanças.

    Entretanto, ainda existem muitos desafios que precisam ser enfrentados para que essa equidade seja de fato existente e criar um melhor clima organizacional dentro de empresas de variados segmentos.

    A luta feminina no mercado de trabalho

    Mesmo que sejam maioria populacional, as mulheres ainda são uma minoria social, ocupando apenas uma pequena parcela das posições de destaque em grandes corporações.

    Nesse aspecto, o empreendedorismo feminino tem lugar em prol de uma sociedade mais justa, uma vez que gera mais oportunidades de liderança para as mulheres.

    Inclusive, quando uma mulher assume seu próprio negócio, está se empoderando para um cargo de liderança, diminuindo essa disparidade. Dessa maneira, o potencial para transformar a realidade atual acaba aumentando muito.

    É considerado empreendedorismo feminino todo e qualquer negócio idealizado e comandado por mulheres, bem como as iniciativas de liderança feminina, incluindo a atuação de mulheres em cargos de gestão e diretoria dentro de grandes empresas.

    Existem vários elementos fundamentais para o empreendedorismo, como garra, coragem, determinação e vontade de inovar, seja para abrir um negócio próprio ou para tomar a liderança em uma empresa de, por exemplo, software de gestão empresarial.

    O empreendedorismo feminino não é uma vitória exclusiva das mulheres. A maior presença delas em negócios de diversos tipos traz grandes melhorias para a sociedade como um todo, tanto do ponto de vista econômico quanto empresarial.

    Existe um papel importante exercido por esse modelo de empreendedorismo para reduzir as diferenças nas oportunidades de crescimento e aprimoramento de carreira entre homens e mulheres.

    Além disso, as perspectivas diferenciadas trazidas por mulheres empreendedoras acabam favorecendo a diversidade de negócios, o que pode ser um grande diferencial em tempos onde a concorrência e a competição estão cada vez mais acirradas.

    Essa oxigenação de ideias trazidas pelas mulheres empreendedoras acaba gerando muitos benefícios para a economia de maneira global, e muitos serviços ou produtos como os serviços contábeis, têm seu futuro definido através das mentes inovadoras destas mulheres.

    Além disso, hoje em dia, a grande maioria das empresas busca muito mais as chamadas soft skills, características de desenvolvimento pessoal, do que apenas especializações e ações profissionais, como:

    • Empatia;
    • Comunicação;
    • Organização;
    • Resiliência.

    Nesse campo, muitas mulheres se destacam por saber lidar com uma série de problemas e empecilhos do dia a dia, o que valoriza sua experiência dentro do mercado de trabalho e permite um desenvolvimento muito mais assertivo.

    Uma liderança feminina acaba ajudando na valorização dos talentos de sua equipe e até mesmo de toda a corporação, promovendo uma proximidade muito mais forte com os clientes, uma vez que se cria uma identificação maior.

    Empresas que se preocupam com diversidade de gênero tendem a ter um impacto muito maior em seus resultados, aumentando consideravelmente seus lucros de venda. Isso porque as pessoas querem se sentir representadas pelas marcas que elas confiam, seja de soluções ambientais ou quaisquer outras.

    Muitas mulheres iniciaram esta jornada por pura necessidade. O mercado está se tornando cada vez mais difícil para o ingresso, e com os valores de compras e contas se elevando, era fundamental encontrar uma nova fonte de renda.

    Isso fez com que o empreendedorismo feminino se tornasse uma boa fonte de sustento para famílias inteiras, libertando muitas mulheres da dependência financeira de seus companheiros ou de outras pessoas.

    Desafios do empreendedorismo feminino

    Ainda existe uma grande disparidade entre homens e mulheres nesse tipo de mercado. Enquanto os homens buscam sua liberdade financeira e crescimento pessoal, a maioria das mulheres ainda entra no mercado do empreendedorismo por pura necessidade.

    Esse tipo de acesso mostra a diferença gigante que ainda existe entre as oportunidades oferecidas para ambos os sexos em comparativo. Além disso, ainda há uma desvalorização muito grande do trabalho e do aprendizado da mulher.

    Uma mulher que tenha um grau de escolaridade superior a um homem, ainda continua recebendo menos se ocupar a mesma posição, o que é uma luta que tem ganhado cada vez mais coro, seja dentro de uma agencia de stands ou em outra área.

    Alguns outros elementos se tornam importantes pautas na luta do empreendedorismo feminino. A maternidade é constantemente vista como um problema no mercado de trabalho, o que dificulta a manutenção da mulher nesse tipo de posição.

    Além disso, a necessidade de sustentar uma familia inteira sozinha é um reflexo da discriminação do gênero por anos nesse universo negocial, o que dificulta oportunidades e abertura de espaços.

    Outro grande desafio do empreendedorismo feminino é a manutenção de uma empresa. Para realizar impressão em grandes formatos, por exemplo, é necessário toda uma estrutura de funcionamento.

    Assim, muitas mulheres acabam desistindo antes dos homens em manter o negócio ativo, principalmente em estágios iniciais, quando ainda não há estabilidade em termos de geração de lucro.

    Isso acontece porque muitas vezes as responsabilidades externas chamam mais as mulheres do que aos homens, que têm mais tempo de se estabelecer e passar o início turbulento de uma abertura de empresa.

    Além disso, é importante ressaltar que em caso de empréstimos e outras facilidades financeiras, a taxa de juros cobradas para mulheres é maior que a de homens, ainda que a taxa de inadimplência seja consideravelmente menor.

    Entre os cargos de liderança, as mulheres são minoria no mundo inteiro, especificamente no Brasil. Por conta disso, acaba se tornando muito difícil buscar esse tipo de reconhecimento enquanto mulher.

    Se não bastassem os problemas de cargos e especificações, as mulheres ainda têm que lidar muitas vezes com preconceito, vítimas de ideias ultrapassadas como o fato de serem muito emotivas ou de não poderem se comprometer caso engravidem.

    Ainda pior, em alguns casos as mulheres se tornam vítimas de assédio, tanto moral quanto sexual. Por todos esses motivos, os desafios para ser uma mulher empreendedora ainda são inúmeros, e muitas delas acabam desistindo no meio do processo.

    As mulheres empreendedoras muitas vezes ainda têm que lidar com uma jornada dupla ou tripla. Isso porque, apesar de haver uma melhora na participação do homem nas tarefas domésticas, esse valor ainda é muito inexpressivo.

    Isso significa que além de um dia cheio de trabalho, a mulher ainda tem que lidar com todo o trabalho de casa e cuidar de seus filhos para conseguir dar conta de tudo. Esse tipo de trabalho não tem nenhum tipo de remuneração.

    Além disso, o trabalho tido como “invisível” toma um bom tempo do dia das mulheres, deixando-as muito mais esgotadas e propensas a doenças como depressão e síndrome do pânico, por conta do burnout causado pelo excesso de trabalho.

    Mulheres que inspiram no empreendedorismo

    Algumas mulheres têm servido de inspiração para qualquer uma que deseja se inserir no mercado de trabalho, sendo bem sucedidas empreendedoras de sinalização de segurança e de diversas outras áreas, além de aproveitarem o trabalho como um todo.

    O primeiro nome que vem à mente das brasileiras quando falamos de empreendedorismo feminino é o de Luiza Trajano, da rede de lojas Magazine Luiza. Uma empreendedora nata, passou por diversas funções na empresa, e hoje é Presidente do Conselho de Administração.

    Luiza transformou a empresa de uma simples loja de móveis em uma das mais competitivas corporações do setor varejista, com atuação em campo nacional. Não é incomum ver um banner promocional estampando-a em cada uma das unidades das lojas.

    Sempre pautada no empreendedorismo feminino, Luiza levou para o Magazine Luiza uma série de elementos comuns entre as mulheres, como a empatia, a defesa da diversidade e do empoderamento, sensibilidade em causas sociais e muitos outros.

    Constantemente criticada por seu posicionamento, Luiza segue firme apoiando o direito de minorias sociais conseguirem explorar o mundo empreendedor, tornando-o mais igualitário e com mais oportunidades para todos.

    Sua mais recente empreitada foi um programa de treinamento específicamente para jovens negros, outra minoria muitas vezes apagada do conceito de empreendedorismo. Por conta da ação, Luiza foi duramente criticada na internet e por seus pares no mercado.

    Entretanto, isso não a intimidou, e Luiza Trajano segue oferecendo oportunidades de crescimento e desenvolvimento para pessoas que não tem essa abertura no mercado, modificando assim a sociedade como um todo.

    Considerações finais

    Embora ainda existam muitos passos a serem dados no que tange o empreendedorismo feminino, é importante que esse tipo de ação esteja sendo debatida. É através do diálogo e da informação que se mudam diversos elementos do nosso dia a dia.

    Através do empreendedorismo feminino, muitas mulheres conseguiram sua independência financeira, e mais do que isso, conseguiram sustentar suas famílias e se tornarem provedoras, aproveitando elementos importantes para se estruturarem melhor.Esse texto f

    oi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

  • Dicas para abrir um e-commerce

    Por isabela  |  20/05/2021  |  Comente »

    A internet tem aberto uma série de possibilidades para muitas pessoas. Dentre elas, a criação de e-commerce tem atraído muito a atenção das pessoas, tanto aquelas que desejam uma fonte de renda quanto as que desejam aumentar seu capital.

    Ademais, os avanços da tecnologia têm permitido uma série de ações que antes eram impensáveis. Por conta disso, o mercado começou a investir pesado em relação ao conceito digital, seja para uma empresa de segurança eletrônica ou de qualquer outro ramo.

    Assim, as pessoas estão perdendo o medo de comprar pela internet, o que aumenta drasticamente o potencial desse mercado novo. Isso garante que todas as pessoas que estão se encaixando nesse novo modelo tenham grandes chances de crescimento.

    Montar um e-commerce pode parecer algo difícil e complexo, mas a verdade é que existem diversas facilidades que tornam o processo muito mais fácil e interessante para você conseguir explorar todas as suas possibilidades.

    Quando você trabalha com seu planejamento em ordem, as chances de crescer na internet são muito grandes. O mercado está aquecido e tem espaço para todos, principalmente as pessoas que trazem inovação e um jeito diferente de trabalhar, seja com etiquetas em branco ou outro segmento.

    Como montar seu e-commerce?

    O primeiro passo para você conseguir compreender melhor a usabilidade de seu e-commerce é pensar em como estruturá-lo. Dessa forma, você conseguirá ter uma loja virtual completa e funcional para conseguir trabalhar em cima desse tipo de mercado.

    Embora muitas pessoas ainda tenham receio de investir na internet, as possibilidades de engajamento para sua loja são inúmeras, e estar disponível nesse mercado é uma excelente opção.

    Sendo assim, se você pretende criar uma sacola ecologica personalizada, por exemplo, para enviar a seus clientes, precisa compreender o funcionamento de sua nova loja antes desse tipo de investimento.

    Ademais, você não precisa ser um programador ou ter uma equipe de TI para conseguir montar um e-commerce. Entretanto, existem alguns elementos básicos que devem ser respeitados quando você estiver se programando para este formato de comércio.

    1 – Defina qual será o seu e-commerce

    O primeiro ponto é compreender o que você vai vender. Muitas pessoas já possuem algum tipo de comércio estabelecido quando migram para a internet, mantendo seus produtos na mesma linha.

    Entretanto, se você é novo no mercado e está querendo trabalhar em cima de um e-commerce, o ideal é que você lide com produtos do seu interesse. Isso faz com que você tenha um conhecimento muito maior do que está vendendo.

    Existe um mito de que você não deve trabalhar com produtos que você gosta, porque acabaria consumindo-os ao invés de vender.

    Embora você deva de fato tomar cuidado e separar muito bem o que é loja do que é pessoal, trabalhar com algo que você conhece te ajuda a vender. Seu conhecimento acerca dos produtos e do público que o consome é fundamental.

    Pensando dessa forma, você saberá exatamente o que um fã de seu produto deseja encontrar em um banner promocional, por exemplo, aumentando assim suas possibilidades neste mercado.

    2 – Conheça o seu público

    Ademais, o público é outra parte importante para a definição do seu e-commerce. Você deve identificar quem são as pessoas que procurarão os itens que você tem a oferecer, para conseguir criar estratégias de venda funcionais e interessantes.

    Quanto mais você entender seu público-alvo, melhor será seu relacionamento com estas pessoas. Para conseguir compreender suas necessidades e criar boas campanhas de marketing envolvendo-as, o ideal é definir personas para seu projeto.

    Uma persona é a idealização de um cliente. Trata-se de uma figura fictícia criada com diversos detalhes importantes para conseguir compreender melhor como a mente de seus consumidores age.

    Uma persona é muito mais do que um amontoado de dados e informações. Ela deve ser planejada para ser quase humana, com elementos psicológicos importantes, como:

    • Medos;
    • Desejos;
    • Padrões de consumo;
    • Gostos;
    • Hobbies;
    • Entre outras características.

    Você pode pautar suas personas em experiências anteriores de clientes que já compraram com você ou através de pesquisas e consultas com potenciais clientes.

    Por isso, é muito importante criar um conteúdo que atraia as pessoas, dessa forma, para vender a impressão de adesivos para parede, por exemplo, identifique temas criativos que atraiam mais o público.

    Além disso, coletar feedback é fundamental para que você consiga explorar melhor o conceito de uma persona. Lembre-se, tentar criar alguém puramente por intuição pode gerar resultados incorretos que acabarão atrapalhando sua análise.

    3 – Saiba qual plataforma escolher

    Embora você não precise ser um expert em conhecimentos de tecnologia para montar seu e-commerce, ainda precisa de um suporte nesse setor. Por isso, é importante escolher com sabedoria qual elemento você pretende usar para conseguir o melhor resultado com a sua loja.

    O primeiro passo para usar sua plataforma é a escolha de um domínio. Um bom domínio pode ser um grande diferencial para que as pessoas encontrem você. Além disso, o domínio traz mais profissionalismo para o e-commerce.

    As pessoas confiarão muito mais em uma loja que se apresenta como “loja.com.br” do que em um domínio gratuito e diferente, que passa uma impressão de amadorismo para o responsável pela elaboração do e-commerce.

    O próximo passo é escolher uma boa plataforma para hospedar sua loja. Neste caso, existem diversos provedores de serviço que oferecem opções de preços variados, para que você escolha aquele que se encaixa melhor em seu orçamento.

    Leia também: Dicas de como melhorar o desempenho de sua equipe

    A maioria destes provedores também oferecem programas de criação de site, que são muito intuitivos e não dependem de conhecimento de programação ou webdesign para que você possa criar seu conteúdo com qualidade.

    Nesse caso, você pode aproveitar todas as possibilidades que o serviço oferece para montar toda a estrutura de seu site.

    4 – Estipule os métodos de pagamento

    Para você conseguir aumentar suas vendas, o ideal é que consiga aceitar o máximo possível de métodos de pagamento, bem como opções de parcelamento. Entretanto, a programação para um controle bom financeiro pode ser bastante trabalhoso.

    Além disso, para efetuar compras na internet as pessoas precisam digitar seus dados bancários, o que muitas vezes pode deixá-las se sentindo inseguras. O ideal nestes casos é conseguir utilizar da melhor forma possível as ferramentas disponíveis na internet.

    Sendo assim, existem diversos controladores de pagamento que você pode utilizar para garantir mais segurança para seus clientes.

    Estas ferramentas possuem diversas certificações e conseguem explorar vários protocolos diferentes, que ficam expostos para o cliente verificar. A sinalização de segurança é fundamental para fechar mais negócios.

    Este tipo de serviço costuma cobrar uma pequena taxa de manutenção, normalmente uma porcentagem pequena do valor da venda, que acaba valendo bastante a pena uma vez que você consegue usar com mais qualidade os serviços.

    Assim, você oferece muito mais qualidade e variedade de pagamento para seus clientes, que terão todo o peso da qualidade e do nome da empresa responsável ajudando a passar mais credibilidade para sua marca.

    5 – Tenha cuidado com o checkout

    Uma das etapas mais importantes da compra em um e-commerce é o checkout. É o momento em que muitas pessoas acabam desistindo da operação, gerando assim um aumento na taxa de abandono de carrinho.

    Essa é uma das métricas que você deve lutar mais para conseguir diminuir. Nestes casos, é importante ter em mente suas alternativas para conseguir melhorar o quadro para sua empresa.

    Pensando dessa maneira, uma pessoa consumirá mais produtos de sua empresa de totem, por exemplo, se não tiver dificuldades no momento de fazer o pagamento e finalizar o processo.

    Sendo assim, o primeiro passo é criar um checkout mais simplificado. Isso porque a maioria dos clientes desiste de fazer a compra por problemas no cadastro ou o excesso de cliques e redirecionamentos para inserir os dados necessários.

    Você precisa pensar no checkout de uma forma simples e objetiva, sem que tome mais tempo do que o necessário. Além disso, deixe todas as informações desde o príncipio para o cliente.

    Se você esperar até o momento do checkout para permitir o cálculo de frete, tem grandes chances de aumentar a taxa de desistência nessa etapa da compra. 

    Por isso, garanta que o cliente terá a possibilidade de saber o valor exato antes de ir até o encerramento do carrinho.

    6 – Invista no marketing digital (e-commerce)

    Toda a base de funcionamento de um e-commerce é em conteúdo digital. Por conta disso, é fundamental que você estruture suas campanhas de marketing para refletir esse efeito, encontrando as pessoas certas para seu negócio.

    As redes sociais têm um impacto fundamental em estratégias de marketing atualmente. Isso porque a maioria das pessoas passa boa parte de seu tempo online navegando nestas plataformas, que acabam sendo excelentes oportunidades de negócios para a empresa.

    Além disso, você deve se atentar a manter sempre um SEO de qualidade. A sigla, que significa Search Engine Optimization, é uma ferramenta fundamental para melhorar seus resultados com sites de pesquisa.

    Considerações finais

    Uma empresa virtual tem muito mais facilidades de abertura do que uma tradicional. Por conta disso, muitas pessoas têm se voltado para o e-commerce para conseguir bons resultados em lucro, principalmente em caso de aumentar sua renda.

    Não se esqueça que alguns elementos são comuns tanto para empresas físicas quanto digitais. Por isso, contar com o apoio de uma consultoria fiscal para seu e-commerce pode ser um grande diferencial.

    Ademais, compreender todos os pormenores desse tipo de negócio é fundamental para que você tome boas decisões e consiga explorar todo o potencial dessa frente em constante ascensão.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

  • O uso da gamificação no marketing

    Por kenaum  |  07/05/2021  |  1 comentário »

    O marketing é um ramo que se utiliza muito de inovações e tendências tecnológicas para impressionar o público. Nós somos apaixonados por novidades, e atrelar emoções positivas ao contato com uma marca é uma excelente forma de fixá-la na nossa memória por mais tempo e de uma maneira mais eficiente.

    Por isso, as empresas têm investido cada vez mais em formas inovadoras de apresentarem os seus produtos e a sua marca, como a gamificação. Neste artigo nós vamos te explicar o que ela é, como é aplicada e quais os benefícios que ela possui em relação às ferramentas convencionais de marketing.

    O que é gamificação

    Gamificação consiste em transformar um conteúdo em um jogo em que os usuários podem tomar decisões, superar desafios e receber recompensas. Qualquer tipo de informação pode ser adaptada para este formato e a transmissão dela se torna mais fluída e divertida. Ela já é utilizada há algum tempo como ferramenta didática em escolas e em treinamentos de todo o tipo. E nos últimos anos ela passou a ser aplicada também no marketing, em lançamentos de produtos e em eventos comerciais, com a função de potencializar o impacto sobre os potenciais consumidores.

    Como ela é aplicada

    As marcas podem utilizar a gamificação de diversas maneiras e em muitas ocasiões diferentes, dependendo do conteúdo e das circunstâncias. Uma das formas mais comuns é em promoções, principalmente aquelas que envolvem o lançamento de novos produtos. Geralmente os jogos são hospedados no site da marca, ou em hotsites específicos. Os sites são adaptados ou construídos com o uso de recursos semelhantes aos oferecidos nos melhores sites de jogos da internet, como o casino.netbet.com/br/. Assim os consumidores, ou potenciais compradores, sentem como se estivessem jogando no NetBet sport, e se divertem enquanto conhecem os conteúdos e os absorvem. 

    Fonte: Unsplash

    Benefícios que ela oferece

    Os jogos são capazes de despertar emoções incomparáveis nas pessoas. A competitividade é uma característica inerente do homem e faz com que nos tornemos muito mais motivados quando há a possibilidade de nos destacarmos em relação a outras pessoas e de recebermos recompensas.

    Além disso, a gamificação permite que muitos elementos sejam apresentados simultaneamente, de forma orgânica, como sons, cores, imagens e informações escritas. Tudo isso faz da gamificação uma poderosa ferramenta de marketing, com um potencial incomparável de conversão e de engajamento do público.

    Buscar utilizar as melhores e mais inovadoras ferramentas é essencial para a construção de campanhas eficientes e eficazes. É fundamental estar atento ao interesse e à resposta do público, medir e monitorar os resultados e buscar se adaptar aquilo que dá melhores resultados. E transformar os conteúdos da sua marca ou produto em um jogo é uma excelente forma de fazer isso.

    Então, não perca tempo! Avalie a possibilidade de incluir a gamificação nas suas próximas campanhas. Procure visitar referências em concorrentes ou em grandes marcas, e veja como a vontade de vencer e de ganhar prêmios é capaz de nos tornar ávidos para compreender e receber informações!

  • Qual o melhor investimento para quem quer investir?

    Por isabela  |  30/04/2021  |  1 comentário »

    Como fazer investimento?

    Uma mentalidade empreendedora entende que dinheiro parado é uma das piores coisas que poderia ocorrer. A moeda é feita para circular, sendo que existem diversas maneiras de fazer isso e ainda ganhar um dinheiro com uma boa estratégia de investimentos.

    Começar a investir é sempre um grande problema para pessoas inexperientes, isso acontece devido à escassa ou nenhuma educação financeira ensinada na maioria das escolas brasileiras. 

    Essa situação cria um problema enorme para pessoas que não sabem o que fazer com o seu dinheiro. Muitas criam até um certo medo em investir esse dinheiro parado, porém, mal sabem que ele está perdendo seu valor de compra.

    Neste artigo abordaremos alguns tipos de investimentos para quem está querendo começar nesse meio tão natural e tão fácil e eficaz, tanto quanto um realizar um serviço de abertura de empresa.

    Antes de tudo, adiantamos que é necessário muito estudo e vontade de querer aprender sobre cada tipo de investimento, nada vem por acaso, mas sim com muito trabalho e dedicação. Somente por meio de disciplina, cuidado e dedicação que se obterá sucesso. 

    O poder de compra de cada moeda 

    Antes de indicarmos os melhores tipos de investimentos para iniciantes, é preciso explicar alguns aspectos importantes. O primeiro deles é o poder de compra que seu dinheiro tem no momento em que você o recebe.

    Perceba que o que era comprado anos antes com uma quantia de dinheiro não é mais possível, não na mesma quantidade, nos dias atuais. Isso ocorre devido a mudança do poder de compra da sua moeda. 

    Esse é o maior motivo de não utilizar as poupanças como método principal de estoque de dinheiro, justamente porque um montante de dinheiro parado perde seu valor de compra. O rendimento da poupança é abaixo do valor da inflação, ou seja, o dinheiro perde valor.

    Tanto é que o banco utiliza desse dinheiro que você emprestou e investe em outros setores para que ele renda para a empresa. Pensando nisso, deixar o dinheiro parado, seja em uma poupança ou debaixo do colchão, é como rasgar uma nota por dia. 

    Uma dica é fazer com frequência a revisão de impostos que você paga mensalmente e imaginar uma maneira de fazer seu dinheiro render a ponto de que esses impostos sejam pagos com o lucro de dividendos garantidos pela base de investimentos realizados.

    Investidores conservadores e agressivos

    O segundo ponto e não menos importante, é entender que existem dois tipos de investidores. Cabe a você decidir qual o meio que melhor atende o seu estilo. 

    Entender isso é importantíssimo, pois para escolher um tipo de investimento será preciso assumir riscos, então, cabe a cada pessoa decidir o quão disposta está a pagar ou não por eles, estratégia até um pouco parecida com as soluções financeiras para empresas.

    Investidor conservador 

    Esse perfil é para as pessoas que desejam assumir menos riscos, então optam sempre pelas opções mais seguras do mercado. Devido a isso, escolhem por render menos mensalmente e acreditam ganhar mais a longo prazo.

    Normalmente os iniciantes são, por natureza, investidores conservadores, mas com o passar do tempo e o desejo de lucrar mais, podem acabar mudando de perfil. 

    Ser conservador é entender os seus limites e até onde você pode ir sempre optando pelo caminho mais seguro. Para quem pouco entende do mercado ou tem muitas contas a pagar, pode ser uma excelente escolha, apesar de menos lucrativa a curto e médio prazo.

    Investidor agressivo

    O investidor agressivo é aquele que assume mais riscos, ou seja, o serviço impostos e ativos gerados pelos investimentos realizados são maiores, possibilitando uma renda de curto e médio prazo maior do que outros tipos de investimentos.

    Esse tipo de investidor normalmente já conhece um pouco a maneira como o mundo de investimentos funciona. Como existe uma certa confiança no que está fazendo, consegue assumir esse risco e fazer dinheiro com ele.

    A principal diferença entre esses tipos de investidores é o valor mínimo de perda, normalmente os investidores agressivos assumem perder muito mais do que um conservador, mas tudo tem um limite. Não cometa loucuras!

    Começando a investir

    Primeiramente, é preciso ter uma visão mais ampla, recomendamos que você tenha algum computador ou realize o aluguel de notebook para que não dependa somente do celular para seus investimentos e estudos.

    Falaremos de alguns tipos de investimentos mais seguros para que se tenha um pouco de noção de por onde começar. Em quesito de valores, lembre-se que você está fazendo um investimento, então, não vai por obrigatoriedade investir nos mesmos produtos.

    O ideal é ter um pouco de dinheiro investido e ir acompanhando como cada tipo de investimento vai se adaptando no mercado de ações. Normalmente, o indicado é uma pessoa viver com 70% de todo o valor.

    Assim, se uma pessoa ganha R$1000,00 seria interessante que todos os seus gastos não ultrapassassem o valor de R$700,00. Dos R$300,00 que sobraram, 20% pode ser utilizado para o lazer, enquanto os outros 80% devem ser utilizados com o objetivo de lucrar. 

    Diversas carteiras de investimento exigem valores mínimos para realização da compra de suas ações. Falar em valores brutos é muito difícil, pois dependerá de cada realidade e o quão disposto cada pessoa estará para investir.

    Vejamos agora alguns tipos de investimentos:

    • Fundo de investimentos; 
    • Tesouro Direto;
    • Fundo Imobiliário – LCI;
    • Fundo agropecuário – LCA. 

    Esses quatro tipos de investimentos tem baixo custo para um início e baixo risco. Falaremos de cada um separadamente. Confira!

    Fundo de investimentos 

     Após ter feito uma pesquisa de qualidade de vida no trabalho, viram que grande parte dos jovens que estão iniciando suas carreiras no mercado de trabalho não se aposentarão pelo Estado, mas comprarão sua própria previdência.

    O fundo de investimentos é uma maneira que grandes empresas encontraram de utilizar o dinheiro de outras pessoas mais conservadores para fazer seus investimentos mais arriscados e lucrativos. 

    Então exigindo um valor mínimo por mês, a pessoa firma um contrato com essas empresas e passa a investir mensalmente com uma contribuição que arrecada mensalmente um juros muito acima dos normais, isso possibilitará a longo prazo um valor fixo de venda mensal.

    O fundo de investimentos é positivo para quem está começando e pode render um dinheiro fixo ao final da vida, mas é preciso cumprir o contrato estabelecido para não retirar o dinheiro e ficar no prejuízo. É muito importante entender o processo de fluxo de caixa, afinal aprender sobre os gastos e retornos de sua empresa é fundamental e bom para o seu bolso. 

    Investimento no Tesouro direto

    O Tesouro Direto é uma maneira prática e super segura de investir o seu dinheiro a longo prazo, basicamente você empresta o seu dinheiro para o Governo realizar obras e pagar contas. Como compensação, o governo devolve esse dinheiro com juros pelos empréstimos.

    O Tesouro Direto está vinculado à chamada taxa Selic, o investimento é seguro porque o governo federal  é uma espécie de empresa que nunca irá falir, isso porque as pessoas pagam seus impostos.

    Você compra essas carteiras no site oficial do tesouro direto e existe um prazo para a retirada do dinheiro, normalmente o período mínimo é de 12 meses, mas tende a variar dependendo do caso. 

    Fundo Imobiliário – LCI

    A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) ou fundo imobiliário é quando você empresta seu dinheiro para empresas imobiliárias para realização da compra, venda, hipoteca ou alienação de imóveis. Você se torna um financiador do mercado imobiliário.

    Normalmente é estabelecido um contrato ao realizar o empréstimo desse dinheiro com o objetivo de definir um prazo e o valor de juros que será retornado para o financiador que cumprir todas as métricas estabelecidas.

    É um fundo seguro, pois o mercado imobiliário depende somente de fatores externos e bem definidos para seu sucesso. São eles, a taxa de juros estabelecida pelo governo, a concorrência entre os setores e o poder de compra dos consumidores.

    Quando existe muita concorrência entre os setores, o governo tende a baixar o valor dos juros para realização dos financiamentos via bancos estatais, aumentando o poder de compra dos consumidores. 

    Adquirir um imóvel é o sonho de todas as pessoas, além de ser quase sempre a maior compra que uma pessoa comum realiza em toda a sua vida. Por isso, é um mercado que costuma se manter sempre firme e forte.

    Esse tipo de informação pode ser passada em um curso de capacitação online, então, veja suas possibilidades e adquira conhecimento.

    Fundo agropecuário – LCA 

    A LCA ou Letra de Crédito Agropecuário é a linha de crédito feita por empresas privadas ou públicas com o objetivo de financiar o mercado agropecuário. O Brasil é muito forte no ramo agrícola e agropecuário. 

    Somente nosso país alimenta mais de 1 bilhão de pessoas todos os dias e sustenta mais de 60% de toda a economia, portanto, é um excelente local para  começar a investir e super seguro para quem está aprendendo.

    Em termos práticos, funciona parecido com a LCI. É definido um contrato sob o prazo que será investido e o juros que serão arrecadados. Então, compre uma cadeira de escritorio de secretaria, acomode-se e estude as possibilidades desse investimento.

    Essas foram algumas dicas das maneiras de começar um investimento para iniciantes. O importante é começar de algum lugar, agora é com você. Boa sorte!

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.