• Marketing Digital 2022: Tudo o que você precisa saber

    Por isabela  |  22/10/2021  |  Comente »

    O marketing digital é uma tendência de mercado utilizado por quase toda empresa atualmente. Desde um negócio de usinagem de precisão até um estúdio de tatuagem, toda empresa utiliza do marketing digital. 

    Com o ano de 2021 chegando ao fim, fica aquela dúvida de quais devem ser as mudanças e tendências do marketing digital para 2022, afinal essa é uma área que está sempre passando por transformações com o passar dos anos. 

    Se você busca colocar seu negócio no topo das pesquisas do Google, ou ver seu anúncio no Facebook obtendo resultados, é essencial que esteja sempre ligado às novidades e quais podem ser os grandes trunfos com a virada do ano. 

    Neste ano, por exemplo, a utilização de vídeos, inclusão de conteúdo audiovisual em landing pages e o e-mail marketing, foram algumas das estratégias que se popularizaram e ganharam força com o decorrer do ano. Então quais serão as novas tendências neste mercado?

    Chatbots

    Com certeza você já deve ter ouvido falar ou até já conversou com um chatbot, aqueles robozinhos de atendimento virtual, certo? Eles estão presentes em quase todos os canais de atendimento das grandes empresas e alguns ganham até rosto e nome.

    Com esse mercado de chatbots crescendo com o passar dos anos, é quase que uma unanimidade achar que ele estará presente como uma tendência dentro do marketing digital no próximo ano. 

    Em muitas situações, os bots fazem até mais do que apenas tirar algumas dúvidas programadas, podendo além de esclarecer dúvidas e atender reclamações do usuário, realizar um orçamento ou até mesmo negociar uma venda junto ao consumidor. 

    Como no marketing sempre se busca a resolução de dores e problemas, os robôs podem auxiliar, otimizar e automatizar o atendimento ao cliente, com respostas 24 horas por dia e um acompanhamento de perto sobre o produto ou serviço contratado. 

    Uma empresa de pequeno porte que presta serviço de manutenção de geradores, por exemplo, pode manter seu chatbot sempre disponível mesmo no momento em que não possuir nenhum atendente físico para responder. Dessa forma, os clientes não ficam na espera e começam a confiar mais no seu negócio.

    Pesquisa por voz

    Durante o período de pandemia, as pessoas adotaram a estratégia de utilizar uma assistente que funciona através do comando de voz. Aparelhos como a Alexa da Amazon, viraram tendência dentro do mercado, já que possuem diversas funções como lembrar de seus afazeres diários e ajudar a fazer uma receita de bolo. 

    As pessoas atualmente querem mais praticidade, tanto em pesquisar e solicitar produtos através da fala como também em otimizar seu tempo e ouvir conteúdos enquanto estão realizando algo. Isso demonstra também, a crescente que teve o mercado do podcast e dos audiobooks nos últimos anos. 

    Por causa disso, é importante estar ligado e também investir nesta área, produzir conteúdos em formato de áudio ou até mesmo criar produtos que se conectem com esses assistentes pode ser uma boa saída para divulgar seu produto ou negócio. 

    Inteligência Artificial

    Já está virando comum ouvir falar sobre o tema inteligência artificial, utilizado em diversas indústrias, desde aquelas que trabalham na parte elétrica com instalação de aterramento, por exemplo, até as mais modernizadas como as farmacêuticas.

    Com a expansão dessa tecnologia, é inevitável que ela não chegue até o marketing digital. Essa é uma das fortes tendências para o próximo ano, afinal, a IA dentro dessa área pode automatizar processos que antes eram feitos de forma manual, otimizando tempo e deixando com que os colaboradores se concentrem em tarefas mais importantes. 

    Essa ferramenta oferece suporte e orienta você em todo o processo de definição de metas e execução de campanhas. Desde o seu começo na seleção de segmentação adequada até o resultado de suas vendas ou métricas em tempo real.

    O Marketing digital está em constante mudança e cabe a agência ou empresa se adaptar junto a ele, com a expansão das tecnologias, chatbots e inteligência artificial aparecem como principais tendências do mercado, assim também como a pesquisa por voz, que deixa um espaço para o profissional dessa área explorar e alavancar seu negócio ainda mais.
    Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.

  • 3 motivos para investir em inbound marketing

    Por isabela  |  21/10/2021  |  Comente »

    Inbound Marketing – O marketing digital é uma área que vem tendo um crescimento acima da curva nos últimos anos. Muitos negócios, desde os mais comuns como cursos online até alguns mais raros como serviço para manutenção de geradores, têm investido para incluir essa estratégia dentro de sua empresa. 

    Porém o marketing digital possui várias vertentes e estratégias diferentes e entre elas podemos encontrar o inbound marketing. 

    O que é Inbound Marketing?

    O Inbound Marketing é a junção de diversas estratégias que tem como objetivo atrair e converter clientes. Tudo isso utilizado através de conteúdos diversificados como posts em redes sociais, textos para blogs, técnicas de SEO, e-mail marketing, entre outros. 

    Ou seja, basicamente toda estratégia que pode, de forma orgânica, gerar a atração de novos leads. Diferente do marketing convencional, essa técnica não oferta seu produto de forma direta, e sim busca atrair seus clientes através de canais de busca como o Google ou posts em redes sociais. 

    O Inbound Marketing é visto como mais sutil e mais agradável aos olhos do público, já que ele consegue consumir mais conteúdo e conhecer mais sobre o que está comprando. Dessa forma ele se sente mais seguro para se tornar cliente de sua empresa. Mas quais são os motivos para investir nesse ramo?

    1- Qualifique e fidelize seus leads

    Um dos maiores benefícios do Inbound Marketing é a chance de qualificar seu lead e achar pessoas mais prontas para se tornarem clientes de sua loja. Com a geração e segmentação de seu conteúdo, fica mais fácil achar os leads mais prontos para o consumo. 

    Se seu nicho é específico como um serviço de instalação de aterramento, muitas vezes é difícil achar o público certo para o consumo. Porém, com o Inbound isso se torna mais fácil, já que seu conteúdo está disponível para sanar dúvidas e atrair pessoas interessadas no assunto.

    O lead que chega através do Inbound geralmente é o mais qualificado e pronto para compra, pois já passou pelo funil de segmentação, de atração e já analisou todo conteúdo disponível. 

    Além disso, você consegue fidelizar seus clientes, uma vez que a utilização do e-mail marketing, por exemplo, faz com que seu negócio sempre esteja interagindo e trazendo algumas ofertas ou novas soluções para seu público. 

    Dessa forma, seu negócio estabelece uma conexão mais próxima com seu público, fazendo com que ele se torne um cliente assíduo e se sinta mais seguro para realizar mais compras e de forma recorrente. 

    2- Baixo custo e aumento de ROI

    Outro motivo para investir no Inbound é o seu custo extremamente baixo ou quase nulo de investimento. Por se tratar de uma estratégia praticamente orgânica, como posts em blogs, em redes sociais, criação de vídeos e utilização de e-mail marketing, a maioria dessas metodologias são gratuitas. 

    Diferente de um investimento em anúncios pagos, por exemplo, em que isso te trará um custo diário, o máximo que será gasto com o Inbound será em alguma plataforma que possa otimizar e automatizar algum desses serviços. 

    Existe também a eminente possibilidade de um aumento significativo de seu ROI (Retorno do Investimento), já que muito de seus clientes serão mais qualificados e fidelizados, dessa forma, com o conteúdo sempre chegando a eles, a chance de ocorrerem compras recorrentes a um custo baixo ou até nulo é enorme. 

    3- Controle de resultados e metrificações em tempo real

    Por último, um ótimo motivo para investir no Inbound é o controle de seus resultados e a metrificação que você consegue obter em tempo real. Por se tratar de uma estratégia digital, você consegue mapear e segmentar qual o seu público mais qualificado e como seu conteúdo está se saindo. 

    Mesmo que gere conteúdo, o objetivo final é a conversão, por isso, é importante ficar de olho em quais metodologias ou conteúdos estão gerando mais atração e vendas. Além disso, mensurar e metrificar dados ajuda na segmentação e no encontro da persona ideal para a sua empresa. 

    Quanto mais dados através de seus conteúdos você possui, mais fácil é encontrar e segmentar potenciais leads. Você também consegue conhecer melhor seu público e criar conteúdos mais focados nele. 

    O Inbound Marketing é um método extremamente útil dentro do mercado digital. Se sua empresa de usinagem de precisão está com dificuldades nas vendas por meio do marketing direto, talvez adotar o Inbound possa ser a resposta para solucionar seus problemas. 

    Com um custo de investimento baixo, retorno alto, resultados e métricas instantâneas que te ajudam a mapear seu público, e leads qualificados e fidelizados, o Inbound trás diversos benefícios para quem o utiliza, e pode alavancar suas vendas e gerar autoridade para o seu negócio. 
    Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.

  • Como usar o sms para vender mais?

    Por isabela  |  19/10/2021  |  Comente »

    SMS Marketing – É de conhecimento geral que as pessoas passam muito tempo on-line e que as empresas devem adotar estratégias voltadas para sua consolidação no mundo digital. Porém é importante ressaltar a relevância de diversificar os canais de comunicação com os consumidores.

    Elaborar estratégias de marketing que incluam o SMS é essencial para essa diversificação, também porque ainda há uma parcela da população que não está totalmente integrada e familiarizada ao mundo digital.

    Dentre as pessoas da geração Y, 80% afirmam que verificar o celular é a primeira coisa que fazem ao acordar e o SMS pode ser utilizado em diferentes etapas do funil de vendas de um negócio. Veja a seguir como vender mais através dessa ferramenta.

    ALTA TAXA DE CONVERSÃO

    Taxa de conversão é a resposta de que um lead dá para uma chamada para ação, como abrir um e-mail, ler um SMS ou comprar na sua loja. A taxa de conversão do SMS supera a incrível marca de 80% enquanto os e-mail tem uma aceitação que fica em torno dos 24%.

    Portanto incluir o SMS na estratégia de divulgação de luva de vaqueta, por exemplo, pode potencializar bastante os resultados, já que as pessoas têm a tendência de ler mensagens de texto quase imediatamente, mas deixar os e-mails para depois.

    CAMPANHAS DE VENDAS

    Criar campanhas de vendas envolve muito planejamento e antecipação e é importante organizar as etapas e ferramentas de comunicação a serem utilizadas. De acordo com o perfil do público-alvo das campanhas é possível utilizar diferentes opções para diferentes etapas.

    Pode-se trabalhar topo de funil (pessoas menos conscientes) através de anúncios que direcionam para uma página de cadastro, onde irão inserir seus dados e então realizar o disparo de e-mail marketing abordando diferentes conteúdos, incluindo sobre os usos de elevador de carga, produto que deseja promover.

    Nessa situação hipotética, o SMS seria utilizado como um lembrete dos prazos e condições oferecidas. Essa ferramenta também auxilia na divulgação de oportunidades exclusivas através da criação de diferentes grupos com base em critérios pré estabelecidos.

    DISPONIBILIDADE DE PRODUTO

    Há situações em que, por razões alheias à empresa, um produto fica zerado em estoque. Nesse caso é preciso atenção e jogo de cintura por parte da pessoa realizando o atendimento.

    É importante informar que é uma situação momentânea e captar o contato desse consumidor. Dessa forma, assim que o produto retornar ao estoque é possível disparar uma mensagem de texto comunicando que o produto está disponível e ter a chance de reverter essa venda perdida anteriormente.

    RECUPERAÇÃO DE CARRINHO

    É comum que as pessoas pesquisem por produtos que desejam adquirir, como batedeira industrial, por exemplo, adicione o produto em seu carrinho e por distração ou outras razões acabam não finalizando a compra.

    Utilizar o SMS como estratégia de recuperação de carrinho pode impactar muito positivamente nas vendas, já que possui uma taxa de abertura tão alta. Também é possível utilizar as mensagens para descobrir os motivos do abandono do carrinho ou oferecer condições de compra diferenciadas.

    O SMS é, certamente, uma ferramenta subestimada nas estratégias de marketing das empresas. Esperamos ter mostrado como é possível incluir essa opção de comunicação nas suas campanhas e ver as vendas aumentarem.
    Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.

  • O que é marketing de influência e como essa estratégia alavanca os pequenos negócios?

    Por isabela  |  18/10/2021  |  Comente »

    A internet foi o meio que proporcionou transformações nos mais variados segmentos da sociedade, atualmente é difícil encontrar quem não tenha tido seus comportamentos impactados pelo mundo digital.

    Com o avanço das redes sociais foi possível criar uma relação de proximidade com pessoas que antes seriam impensáveis e isso fez surgir um novo personagem em nossa sociedade, os influenciadores digitais.

    Pessoas com um número elevado de seguidores e que por diferentes razões tornaram-se uma fonte de informação e que têm influência sobre os hábitos de seus seguidores. 

    Essa influência tem sido explorada por marcas e empresas para alavancar seus negócios e neste artigo iremos apresentar de que formas essa estratégia pode ser utilizada no seu pequeno negócio.

    O QUE É MARKETING DE INFLUÊNCIA?

    Há alguns anos já observamos celebridades “emprestando” sua autoridade e imagem para marcas e empresas participando de comerciais na televisão. O marketing de influência segue mais ou menos esse mesmo princípio.

    Pessoas que ganharam destaque diante de um segmento específico da população são procuradas por empresas para que promovam um produto ou serviço que possa ser do interesse dos seguidores dessa personalidade digital.

    A internet permitiu visibilidade e influenciadores não são necessariamente pessoas do mundo artístico, profissionais de diferentes áreas podem ganhar destaque em seu nicho de atuação e assim impactar no comportamento de outras pessoas.

    MARKETING DE INFLUÊNCIA E PEQUENOS NEGÓCIOS

    Para pequenos negócios, muitas vezes, o caminho para ganhar espaço no mercado pode ser mais desafiador. Nem sempre há verba disponível para investimento em anúncios pagos e o marketing de influência pode ajudar bastante.

    É importante selecionar um influenciador que tenha identificação com sua marca e que tenha um público semelhante ao público-alvo de sua empresa, portanto se você deseja impulsionar as vendas de um compressor parafuso, é importante escolher alguém relacionado a indústria, por exemplo.

    Ao firmar parceria com alguém da própria região em que a empresa esteja estabelecida é possível obter resultados importantes sem a necessidade de alto investimento financeiro, em alguns casos basta fornecer o produto ou serviço como forma de pagamento para a divulgação.

    Leia também: Marketing de Nicho: Todo negócio usa as mesmas estratégias?

    Pessoas se conectam melhor com outras pessoas, portanto ter sua marca divulgada por alguém com quem os consumidores têm identificação pode impulsionar as vendas e aumentar a credibilidade do seu produto, como chave de nível, por exemplo. 

    Assim como no comércio local as pessoas dão importância para indicações de seus amigos e familiares, no mundo virtual isso também é uma realidade e por isso essas parcerias devem ser exploradas.

    Para que essa estratégia traga resultados positivos é importante tomar cuidado ao escolher seus parceiros e não se deixar levar apenas por número de seguidores, é preciso conhecer o perfil dos seguidores e se estão engajados com aquele influenciador.

    Outro ponto importante é ter atenção para com a entrega dos produtos, lembre-se que esse parceiro não é um consumidor comum, portanto personalize a experiência utilizando uma caixa de papelão diferenciada ou incluindo uma carta exclusiva, coisas que o motive a mostrar mais para seus seguidores.

    A estratégia de marketing de influência dá certo para grandes marcas e não há motivos que levem a crer que não é possível replicar essa técnica em pequenos negócios. Estude bem o público-alvo que deseja atingir e busque parcerias que estejam bem alinhadas com o propósito de sua marca.
    Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.

  • Marketing de Nicho: Todo negócio usa as mesmas estratégias?

    Por isabela  |   |  Comente »

    O e-commerce está crescendo gradativamente na internet, e a segmentação de público está se tornando cada vez mais importante para atender todas as pessoas, fazendo com que estratégias de Marketing de Nicho sejam colocadas em prática. 

    Esse modelo de divulgação se apropria de uma metodologia que foca em atender um público ainda mais segmentado, cujas necessidades e anseios podem ser até mesmo peculiares, por diversas questões.

    Vale ressaltar, a princípio, que esse tipo de marketing não é exclusivo de empresas que estão iniciando no mercado, ou que atendem um público segmentado pela localização em que se encontra.

    Grandes empresas, com muitos anos no mercado, visam nichos específicos para atender todos os públicos, e assim se manter como uma marca relevante entre os consumidores.

    Basta lembrar a revolução no mercado de refrescos quando os refrigerantes diet passaram a ser fabricados e direcionados a pessoas com diabetes. Ou mesmo as marcas de cerveja que possuem linhas da bebida com zero álcool em sua composição.

    Dessa forma, trabalhar com o marketing de nicho pode, e deve, ser feito por empresas variadas, sempre pensando em alcançar um público que se identifique com a marca, com os produtos e com os serviços oferecidos continuamente. 

    Benefícios quando se trabalha o marketing de nicho

    O planejamento de negócios ajuda a determinar qual o público-alvo a ser atendido, entre outros pontos que devem ser levados em consideração pelos empreendedores, principalmente quando presente na internet.

    É possível segmentar ainda mais os consumidores, entre os setores de:

    • Alimentação;
    • Faixa etária;
    • Localidade;
    • Saúde.

    Ao determinar qual ponto explorar, os benefícios se mostram uma consequência a partir da produção de um marketing de nicho de qualidade. 

    É preciso alcançar o público de maneira adequada, para que possa atender em todas as particularidades que estão relacionadas.

    1. Aprimoramento do relacionamento com clientes

    A partir do momento que uma empresa identifica o público ultra segmentado, é possível entender o quão amplo ele pode ser, em questões de número, e consegue se relacionar com ele com mais qualidade, criando uma comunidade com seus potenciais consumidores.

    As empresas de gestão condominial podem atender grandes conglomerados imobiliários residenciais, ou mesmo edifícios destinados ao setor empresarial. 

    Entretanto, há muitos condomínios pequenos, que precisam de uma administração pontual, em que o número de casas ou apartamentos é pequeno. 

    Esse é um nicho que pode ser explorado nesse segmento, e o relacionamento com os clientes pode ser feito de maneira direta.

    Esse é um benefício que pode garantir um volume grande de clientes, porém com um número baixo de trabalho propriamente dito, o que pode ser uma vantagem lucrativa, também.

    1. Redução de competitividade

    Um grande problema para quem chega com o e-commerce na internet nos dias atuais é a profusão de empresas que estão presentes. 

    Contudo, aqueles que atendem um nicho do mercado possuem uma baixa concorrência, até mesmo porque pode ser uma novidade ou exclusividade.

    As estratégias de marketing de nicho, nesse caso, podem ser apresentadas como uma marca única e exclusiva, que só se encontra com determinada empresa. 

    O setor de turismo pode utilizar as belas paisagens das cidades turísticas, ou atrações como praças, parques, museus, entre outros empreendimentos, para chamar a atenção em uma propaganda. 

    A empresa que trilha entre as matas pode indicar uma loja de peças de bicicleta para aqueles que querem fazer um passeio pedalando, atendendo um grupo específico de turistas. 

    Aqui vale destacar a possibilidade de que dois ou mais empreendimentos possam fazer parcerias comerciais, indicando uma e outra para que os clientes não fiquem sem um produto ou um serviço específico. 

    As academias de ginástica são outro exemplo em que é possível segmentar o público de maneira simples, porém muito eficaz. 

    O personal trainer que desenvolve plano de treino funcional para ganhar massa muscular feminino pode atender apenas mulheres, e isso é muito significativo para quem não quer se sentir exposto em academias ou box de crossfit.

    A separação de público-alvo por gênero está relacionada a produtos e serviços específicos. Quando se trata da saúde, o homem precisa buscar ajuda de um urologista, enquanto as mulheres procuram especialistas na área da ginecologia e obstetrícia.

    Portanto, é preciso entender que a competitividade do nicho de mercado pode ser ainda menor, mesmo quando ele já possui uma divisão natural. 

    Isso não significa que as lojas de roupas e calçados precisam seguir essa mesma lógica. Muitas empresas perceberam que as camisas, camisetas, calças e saias podem ser utilizadas por quem se sentir bem com o que está sendo oferecido. 

    Nesse sentido, o que não deve acontecer é o preconceito e deixar que as pessoas sejam livres.

    1. Maior visibilidade para uma marca

    Seguindo por esse caminho, é importante ressaltar que uma marca pode ter maior visibilidade quando atua também no campo social. 

    As empresas de fabricação de equipamentos industriais que procuram atender diferentes clientes podem utilizar a contratação de diferentes pessoas para a equipe de trabalho e utilizar isso dentro do marketing de nicho.

    Isso pode abrir um debate que apenas valoriza a marca dentro da sociedade, demonstrando que todos podem ter uma chance de fazer parte dos processos produtivos dentro de uma profissão escolhida. 

    Voltando a exemplos mais diretos, é possível que muitas empresas enxerguem o mercado de nicho como uma oportunidade de atender aqueles que, por um determinado momento, passaram a se sentir invisíveis ou mesmo excluídos.

    Dessa forma, é preciso ser diferenciado e utilizar isso como uma estratégia de marketing também, além de proporcionar a inclusão social em diversos níveis da sociedade. 

    1. Encantamento da marca e divulgação espontânea 

    Desde os primórdios da aplicação de estratégias de marketing, o boca a boca foi um dos primeiros, pois as pessoas passavam adiante a experiência como cliente para um próximo, e assim sucessivamente.

    Mesmo com toda a tecnologia presente na vida das pessoas nos dias atuais, o boca a boca ainda é uma forma de garantir que a marca esteja presente em conversas de familiares, ou em um bate-papo descontraído entre amigos. 

    Se uma empresa de plastico bolha desenvolve um produto que garante a segurança dos móveis e outros objetos dentro de um caminhão de mudança, as pessoas podem levar isso adiante indicando para um nicho muito específico. 

    Contudo, se essa empresa atende uma fábrica que produz equipamentos eletrônicos, por exemplo, ela pode se tornar uma única fornecedora, em um nicho específico de acordo com o produto feito de forma personalizada para determinado cliente. 

    Uma lanchonete que possui um cardápio variado pode atender uma área geográfica específica. 

    Assim, se quiser expandir os negócios, atendendo um nicho que gosta de lanches quentes, porém veganos, pode colocar como marketing que utiliza chapa quente eletrica preço acessível.

    Além do boca a boca, essa lanchonete deve acompanhar as redes sociais, pois o encantamento de um cliente pode se transformar em uma postagem, e alcançar mais clientes dentro de um mesmo nicho de interesse. 

    1. Conhecimento do nicho a ser atendido

    Quando uma empresa decide atender a um nicho específico, é preciso conhecer qual o tamanho desse público, seus interesses, causas e dores para poder atender de forma satisfatória. 

    Isso significa que é preciso ter um estoque de produtos garantido, ou mão de obra capacitada para a realização dos serviços propostos a partir da formalização de um contrato, bem como criar a identificação necessária e se comunicar com qualidade.

    Por exemplo, se você vende camara fria para distribuidora de embutidos, deve manter equipamentos devidamente montados em exposição, para demonstrar como funciona e quais as necessidades básicas de instalação. 

    Prestar um serviço relacionado ao produto que se vende também é garantir presença obrigatória para continuar em contato com o cliente. 

    Sendo assim, é preciso manter uma equipe especializada em assistência técnica e montagem de câmara fria preço do serviço acessível e que esteja disponível para os clientes que compram esse tipo de equipamento. 

    Conclusão

    O público alcançado pelo marketing de nicho pode ser pequeno, porém a comparação pode ser amplificada quando se faz um estudo de quem está se beneficiando dos produtos e serviços disponíveis. 

    Logo, as empresas precisam levar em consideração que os consumidores possuem necessidades específicas, e quando encontram uma marca, se firmam como clientes fidelizados ao longo do tempo.

    Por fim, vale lembrar mais um último exemplo que ajuda a entender como o marketing de nicho pode ser direcionado para consumidores específicos, e ser explorado em outras vertentes. 

    Na época de páscoa, todas as empresas disponibilizam ovos de chocolate em profusão nos estabelecimentos comerciais, supermercados, padarias e pontos de venda específicos. Porém, há crianças que possuem intolerância à lactose. 

    Quando uma empresa disponibiliza ovos de chocolate produzidos a partir de matéria-prima que não leva leite, está reduzindo o nicho de mercado, mas atingindo um público mais fidelizado. 

    Esse período pode ser usado pela marca para compreender qual o tamanho do público e como pode oferecer produtos ao longo do ano, sem lactose entre os ingredientes. 

    Portanto, é sempre importante conhecer o produto ou serviço que tem em mãos, e explorar ao máximo como eles podem atender diferentes públicos.

    O nicho público também reduz a competitividade, refletindo em mais lucro para a empresa e na satisfação do cliente.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

  • Marketing de Guerrilha: como aplicar essa estratégia no seu e-commerce!

    Por isabela  |  06/10/2021  |  Comente »

    O uso de táticas fora do padrão, que fogem do convencional dentro do mercado publicitário, é conhecido como marketing de guerrilha e é utilizado por muitas empresas.

    O objetivo principal desse estilo de publicidade é propor táticas não convencionais, que podem ser aplicadas mesmo com um orçamento reduzido. 

    A ideia é criar uma sensação extraordinária, que faça o público participar das ações, mesmo que seja de forma espontânea. 

    Aliás, isso é até um dos efeitos do marketing de guerrilha, que propõe o elemento surpresa como parte da divulgação de uma marca, um produto ou serviço.

    Criatividade e liberdade de criação em ações

    Sem fugir do chavão de que a criatividade é importante em qualquer ação de Marketing, no caso da estratégia de guerrilha, isso vai além, tendo que levar em consideração o bom senso do início ao fim.

    O que significa que o marketing de guerrilha não trata de ofender ou destratar o público, mas surpreender e fazer pensar além do óbvio. Por isso é preciso tratar assuntos que levam a:

    • Conhecimento do público-alvo;
    • Inovação e originalidade;
    • Parcerias comerciais e empresariais;
    • Promoção da interatividade;

    Muitas ações propostas apostam no discernimento do consumidor, o quanto ele conhece uma marca e como ele age quando se vê em uma posição de escolha. 

    Deste modo, toda empresa precisa apostar em algo inovador, que tenha originalidade e realmente surpreenda o público.

    As parcerias comerciais podem ajudar nas ações, como lanchonetes e refrigerantes, marcas de pneu e indústria automotiva, entre tantas outras possibilidades que a criatividade permite.

    A interação é um caso que faz parte do marketing de guerrilha, e que pode ser aplicada em situações do cotidiano, ou mesmo na internet.

    Redes sociais permitem interatividade

    Um mundo de possibilidades se abriu quando as redes sociais passaram a fazer parte da rotina da sociedade. 

    Apesar de ser algo novo, é muito explorado pelos publicitários que enxergam na interatividade uma forma de atrair um público engajado com as marcas que usa no dia a dia.

    Muitas ações de marketing de guerrilha podem ser divulgadas a partir de uma postagem e ser alavancada com a ferramenta do Twitter Ads, provocando maior engajamento e, ao mesmo tempo, compartilhamento.

    As empresas apostam em intervenções urbanas, convidando os seguidores para que conheçam essas ações e ampliem a divulgação. 

    As intervenções artísticas também são utilizadas como marketing de guerrilha, com performances que tratam de apresentações musicais, de dança, shows imediatos e até mesmo teatro de ocasião, com a participação do público.

    Marketing: Investimento de custo variável atende a todos

    O orçamento de uma campanha publicitária é sempre algo a se discutir entre empresas e profissionais que atuam nesse setor. 

    Quando se trata de ações de guerrilha, o próprio Marketing de Conteúdo produzido ao longo do tempo pode se transformar em algo viral, bastando a utilização de mensagens que caem no gosto do público.

    Textos e artigos podem ser compartilhados e somar a outras ações dentro de uma mesma campanha publicitária. Para isso, basta lembrar quando uma frase de efeito se torna comum nas conversas de família ou no bate-papo entre amigos.

    O efeito é despertar a curiosidade de onde partiu tal frase, o que é outro elemento fundamental para o marketing de guerrilha.

    Marketing: Estratégia atrai clientes e reforça marca 

    Uma estratégia que ajuda a atrair clientes é o Inbound Marketing, promovendo diversas ferramentas para que o cliente vá atrás das marcas, dos produtos e serviços oferecidos. 

    O marketing de guerrilha pode associar um QR code a um jogo eletrônico acessado por um celular, por exemplo, e então levar a descontos e vantagens por ter passado por uma experiência inusitada. 

    Isso é surpreender o público e promover o que for necessário utilizando a tecnologia a favor, além da própria vivência e identificação dos consumidores com uma empresa.

    Origem do método está em táticas de guerra

    O lançamento do livro “Guerrilla Advertising”, em 1984, de autoria do publicitário americano Jay Conrad Levinson, foi o responsável pelo cunho de Marketing de Guerrilha.

    As estratégias de invasão pelas tropas americanas no Vietnã eram feitas de forma irregular e incluíam elementos surpresa para o combate em campo.

    No conceito da publicidade, a ideia de surpreender é a mesma, mas de uma forma positiva, e que tenha situações que escapam da realidade, e que sugerem para o efeito de gerar burburinho entre os consumidores.

    Por fim, é importante lembrar a participação do público para que a ação publicitária tenha um efeito positivo. A interação é primordial, e deve ser pensada para que alcance o consumidor de uma forma memorável e de caráter pessoal.

  • O profissional de marketing no mercado

    Por isabela  |   |  Comente »

    Os profissionais de marketing identificam as estratégias e técnicas usadas para atrair clientes para um negócio. Eles determinam os preços com base na oferta e demanda do produto, ou seja, ajudam a maximizar os lucros de uma empresa.

    Felizmente, o Brasil cresce com as demandas de marketing e comunicação. A integração das redes sociais nos mais variados tipos de empresas e a necessidade da atuação em sites e meios digitais deixou o setor em alta no mercado.

    Toda empresa, por menor que seja, precisa investir em marketing, seja mais cedo ou mais tarde, para sair do zero ou expandir os negócios.

    Isso abre a possibilidade para que diversos profissionais contratados em agências ou terceirizados ganham cada vez mais espaço.

    É nítido um crescimento da área, que com a chegada do 5G, mais produtos serão produzidos e mais empresas serão abertas, o que abre ainda mais mercado para essa área tão necessária.


    Pensando nisso, criamos uma série de dicas e exemplos que mostram um pouco da rotina do profissional de marketing.

    O que faz o profissional de marketing 

    O primeiro passo para entender o que uma área faz é saber ao certo qual o objetivo dela. Um professor ensina, um pedreiro constrói, uma governanta cuida da casa. Se podemos definir a função do profissional de marketing, seria fazer a empresa ser vista. 

    O objetivo é simples, aumentar a participação no mercado de um negócio. Eles também auxiliam no desenvolvimento de novos produtos e avaliam as tendências do mercado. 

    Dentro da profissão, há uma variedade de cargos:

    • Gerente de Marca;
    • Supervisor de conta;
    • Executivo de Desenvolvimento de Negócios;
    • Gerente de Desenvolvimento de Mercado;
    • Coordenador de Marketing;
    • Gerente de marketing;
    • Gerente de Produto;
    • Gerente de marketing de mídia social.

    As tarefas diárias de um profissional de marketing podem incluir as chamadas pesquisas de mercado, assim como a  análise de mercado e desenvolvimento de estratégia, bem como gerenciamento de orçamento.

    Todos esses processos são complexos e por isso existem diversas graduações e especializações que um profissional de marketing pode fazer para conseguir obter melhores resultados.

    A parte de sistema de controle de acesso exige que seja feita por outro setor. E por conta da sua ampla capacidade de atuação no mercado, existe a necessidade de fazer a diferenciação com áreas correlatas.

    Parece com marketing mas não é 

    Muitos confundem publicidade com marketing, e isso ocorre porque com frequência alguns desses profissionais precisam resolver algum tipo de demanda que compete a outra área, mas ambas são profissões que envolvem comunicação.

    É importante saber essa diferenciação, pois muitos que querem entrar no mercado podem acabar confundindo as áreas. Façamos a diferenciação de todas as áreas ligadas à comunicação para melhorar a compreensão da atuação de cada uma.

    Publicitário 

    O publicitário estuda enfaticamente em busca de encontrar as melhores maneiras de explorar ao máximo a imagem de um produto ou de um case específico. Um exemplo é a divulgação de uma terceirização de serviços de folha de pagamento promovido por uma empresa.

    A verba do setor publicitário é destinada à diretoria de marketing que coordena todos os processos que envolvem as áreas correlatas. A sua parte mais criativa será explorada no desenvolvimento de campanhas, ensaios, propagandas e outras ações.

    Basicamente, o setor de marketing proporciona uma meta e você através de seus estudos e compreensão de mercado precisa atingi-las utilizando a verba disponibilizada.

    Jornalista 

    De todos, o jornalista talvez seja o mais fácil de ser compreendido. Aqui, a função é noticiar algo, seja para processos internos ou externos. 

    Também é responsabilidade dos jornalistas dentro do mercado empresarial ajudar na forma como a mídia enxerga a corporação.

    É importante diferenciar o jornalista do Relator Público. O jornalista promove convites e entra em contato com a imprensa. 

    Além disso, emite notas, apura notícias da áreas e faz contato com inúmeros canais midiáticos para divulgação da empresa para imprensa.

    Relator Público

    Se houvesse um acidente com um dos chinelos personalizados e brindes que sua empresa deu em um evento que realizou, o jornalista iria se comunicar com a empresa e emitir um comunicado oficial a ser veiculado na mídia.

    Já o relator público irá lidar diretamente com os órgãos responsáveis, além de fornecedores, empresas parceiras e demais envolvidos. Trata-se de um trâmite mais interno que envolve uma representação formal e escrita.

    Designer Gráfico 

    Por fim, chegamos na área mais criativa e menos corporativa, que é o profissional de design gráfico. Imagine uma empresa que busca por um pen drive para brindes personalizados, ela pode contratar um design para desenvolver o tipo de pen drive a ser feito.

    Além disso, há muito o que fazer sobre a identificação visual da empresa, assim como a topografia e como cada um desses pontos irá interagir de forma física e digital com os consumidores e investidores. 

    Cada ação criativa exige um estudo, e por isso se diferencia das demais, como a criação de uma fachada acm com letra caixa.

    Se for preciso fazer uma visita para alguma reunião para conversar sobre novos projetos, a relação é feita por meio desses profissionais. É importante essa diferenciação, pois os profissionais de marketing não lidam diretamente com essa demanda. 

    Basta comparar o trabalho do jornalista, só que realizado para órgãos públicos e privados que não competem a imprensa, esse é o profissional de relações públicas.

    O que o mercado busca em um profissional de marketing 

    Agora que já sabemos o que faz o profissional de marketing e os demais, precisamos organizar as descrições de cargos de marketing que devem atrair profissionais familiarizados com uma variedade de técnicas e locais de marketing. 

    Pense que cada um deles precisa vender portas acústicas, qual a melhor forma de fazer isso?

    Geralmente, é feito um estudo que busca entender instintivamente o comportamento do consumidor, mas também devem  extrapolar os dados que comprovam uma estratégia de marketing específica.

    Esse tipo de ação é extremamente complexa de ser realizada, e por conta disso acaba por exigir uma experiência prévia. Portanto, invista em estágios no decorrer da sua formação para adquirir o máximo de experiência prática. 

    Entre os desafios que envolvem a profissão e que são requisitados pelo mercado, está o desenvolvimento da interação com clientes de diversos setores. 

    Isso faz com que os processos seletivos busquem por profissionais com uma personalidade agradável, paciência e habilidades organizacionais, que são importantes. 

    Ter gosto por uma boa leitura  

    Esses são dois pontos importantes no decorrer do processo. Quando um candidato não tem experiência, o examinador tenta buscar dentro do que é relatado pelo profissional a existência da prática constante pela leitura. 

    É comprovado que uma elevada compreensão de leitura, além de ser ouvintes ativos e envolventes, coloca os candidatos à frente dos demais. Somente o gosto pela leitura é capaz de construir uma mentalidade com boas habilidades de raciocínio dedutivo.

    Desse modo, você saberá se comunicar sobre diversos assuntos que podem envolver até brindes corporativos ecológicos. Um assunto aleatório que pode virar alvo de  ações de marketing da agência que o profissional estiver trabalhando.

    Trabalho em equipe 

    A maioria das funções e responsabilidades de marketing incluem trabalhar com equipes para lidar com projetos específicos em um ambiente corporativo ou de agência de publicidade. Por isso, o marketing e a publicidade são próximos.

    Isso faz com que os profissionais de marketing também possam ser empreendedores autônomos ou que trabalham em casa. Para lidar com diferentes pessoas nos mais diferentes níveis de escolaridade e funções diferentes é preciso ter tato.

    Muitas vezes será necessário entrar em contato depois que a empresa já falou previamente e o clima pode não estar lá essas coisas. Conversar com demais setores e profissionais e compreender a situação e até mesmo fazer uma consultoria contábil pode ser o seu diferencial.

    Se você ficar em frente ao computador respondendo a diversos e-mails, mandando diversos orçamentos e consequentemente atendendo inúmeras ligações, você se dará bem nessa área.  

    Um segundo idioma é interessante 

    O profissional de marketing deve ser proficiente no idioma e um comunicador habilidoso em uma variedade de plataformas. Muitos dos termos utilizados e reuniões, dependendo do tamanho do cliente, são realizadas em inglês.

    Os profissionais podem atender chamadas voltadas para o inglês ou espanhol, e em alguns casos até mesmo em mandarim, devido ao crescimento das parcerias profissionais entre o Brasil e a China.

    O contato primordial ainda precede o inglês, já que é considerada a língua universal. Então, saiba que ter um segundo idioma e a disponibilidade para viajar e atender diversos clientes dos mais variados estilos é necessário. 

    O conhecimento do negócio e do setor também  é uma vantagem, e as habilidades de atendimento ao cliente são obrigatórias. 

    Portanto, é importante compreender os métodos de produção de mídia, incluindo métodos visuais, orais, escritos e outros.
    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

  • Benchmarking: o que é e qual a sua importância para as empresas

    Por isabela  |  21/09/2021  |  Comente »

    Benchmarking – Para que uma empresa tenha bons resultados e alcance o sucesso no mercado, é importante que sua gestão busque sempre aprimorar as estratégias para que a companhia se destaque no mercado.

    Entre as estratégias importantes a serem aplicadas está o benchmarking que fará toda a diferença no negócio, independente do tamanho da empresa, sendo ela uma companhia de descarte de lixo eletrônico ou uma rede de fast food.

    O benchmarking tem pilares importantes e tipos distintos que são eficientes para diferentes análises.

    Neste texto, iremos falar sobre o que é exatamente o benchmarking e qual a sua importância para as empresas. Fique conosco e acompanhe.

    O que é benchmarking?

    O benchmarking pode ser definido como uma ferramenta usada pelas empresas para aprimorarem seus pontos fortes e modificarem seus pontos fracos a fim de melhorar seus resultados. 

    Essas melhorias são feitas a partir da análise de outras empresas do mesmo segmento ou de segmentos relacionados. Todo o processo é feito a partir de troca de informações e comparações para que as melhorias necessárias sejam identificadas.

    É importante que a equipe responsável pelo processo de benchmarking faça uma análise minuciosa de todos os pontos para que os responsáveis pela companhia tomem decisões assertivas sobre o negócio.

    O Benchmarking é composto por pilares importantes que são:

    • Reciprocidade: é importante que ambas as empresas envolvidas no processo estejam dispostas a compartilhar informações importantes sobre o seu negócio e de forma transparente;
    • Confidencialidade: o intuito da pesquisa é a evolução do negócio e vazar informações de uma empresa, além de antiético, também faz com que a empresa que vaza informações perca oportunidades de negócio com outras empresas;
    • Cautela: as informações adquiridas não devem ser aplicadas ao pé da letra. Uma empresa de manutenção de geradores, por exemplo, deve analisar as informações obtidas para entender o que pode funcionar para a realidade da empresa;
    • Preparo: é importante que ambas as empresas estejam preparadas para receber informações com pontualidade e eficiência.

    Há mais de um tipo de benchmarking, veja quais são:

    • Competitivo: é feita uma análise de concorrentes diretos de sua empresa, ou seja, empresas que possuem o mesmo público-alvo que o seu;
    • Funcional: são analisadas as etapas de qualquer empreendimento, mesmo que ele não seja do mesmo mercado de sua empresa para verificar melhores técnicas a serem aplicados em certos setores do seu negócio;
    • Cooperação: neste caso, acontece uma parceria entre empresas para resolver um problema que ambas tenham em comum;
    • Internacional: usa como referência empresas internacionais, desta forma, é possível sair na frente da concorrência nacional.

    Veja a importância do benchmarking para uma empresa

    O benchmarking traz diversos benefícios para uma empresa, seja ela uma loja de roupas ou uma empresa especializada em demolição controlada. Entre esses benefícios, podemos citar:

    • Aprimoramento de técnicas e processos em sua empresa a partir de informações assertivas de uma empresa do mesmo setor;
    • Ter uma base sólida para pontos a serem investidos no futuro;
    • Conhecimento profundo a respeito do seu negócio e do mercado onde está inserido;
    • Aumento no networking;
    • Entendimento sobre as possibilidades de alcançar as metas desejadas e consequentemente, maior motivação;
    • Aumento de eficiência;
    • Reconhecimento no mercado.

    Esse foi o nosso texto sobre benchmarking, esperamos que tenha sido útil para você.Não deixe de acompanhar as próximas postagens.
    Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.

  • Como utilizar as redes sociais para impulsionar o seu novo negócio digital

    Por isabela  |  16/09/2021  |  Comente »

    Redes Sociais – No mundo de hoje é impossível viver sem tecnologia. Ela faz parte do nosso cotidiano e desde que a internet se tornou um bem valioso e difundido no mundo todo, podemos ver como se tornou fundamental nas nossas vidas. Ter acesso a um celular com internet, computador, tablet e etc; é importante para o desenvolvimento da comunicação social e realização das mais diversas atividades como os estudos, busca por informação e compras online.

    Nesse contexto, o termo “negócio digital” surgiu para fazer referência às empresas que possuem seu principal meio de atuação online. Esse tipo de negócio tem se tornado uma mina de ouro para aqueles empresários que sabem como alcançar seus consumidores e popularizar sua marca.

    Então, sabemos que o negócio digital é uma tendência atual e uma maravilhosa opção de investimento, mas não podemos pensar que tudo será as mil maravilhas! Existem muitas barreiras a serem enfrentadas para que sua empresa consiga conquistar um lugar prestigiado no mercado e alcançar um crescimento contínuo. Você precisa primeiramente aprender como destacar seu negócio digital no mercado, fazendo uso das mais variadas ferramentas para impulsionar o seu negócio e vender muito.

    As redes sociais têm sido muito utilizadas como principal ferramenta de marketing e vendas. Constituem o meio perfeito para anunciar um produto, coletar opiniões e avaliações dos clientes, investir em marketing, realizar vendas, anunciar novidades, tirar dúvidas e passar informações. Essa ferramenta possibilita que sua marca esteja presente no dia-a-dia das pessoas e assim, se torne sinônimo de qualidade. Afinal, quem nunca comprou um produto considerando a visibilidade que a marca possui?

    Redes sociais como o Facebook, YouTube e Instagram possuem milhões de usuários que tem diferentes interesses e particularidades. Nesse meio você pode alcançar um público-alvo específico que se interessará pelos produtos da sua marca, especialmente se você está começando no ramo negócio digital.

    Sendo assim, listei algumas dicas que serão super úteis para você que deseja impulsionar suas vendas através das redes sociais e conquistar um novo patamar de sucesso para o seu novo negócio digital. Vamos conferir essas dicas juntos?

    1.  Selecionando as redes sociais mais adequadas para o seu tipo de negócio

    A primeira dica sobre como impulsionar as vendas do seu negócio digital através das redes sociais é através da escolha correta de qual rede social seu negócio digital estará presente.

    Não se preocupe se sua empresa não estiver presente em todas as redes sociais mais famosas. Concentre seu investimento naquelas redes sociais que podem oferecer os recursos que você precisa para fazer uma boa divulgação do seu produto e que concentra o público-alvo que você quer atingir.

    Você poderá escolher a rede social que mais se adequa ao tipo de produto que o seu negócio digital oferece através das características de cada uma. Você terá uma infinidade de recursos que poderão se encaixar de acordo com o seu público e tipo de interação que deseja, como:

    • Uso de imagens;
    • Realização de lives;
    • Posts interativos (com perguntas para os clientes);
    • Videos.

    Sendo assim, pesquise sobre qual rede social tem as características que você deseja para divulgar sua marca e que poderá trazer mais resultados positivos no número de vendas do seu negócio.

    2.  Conheça seu público-alvo para montar estratégias de marketing

    Conhecer quais as pessoas interessadas no seu produto é o ponto-chave para fazer sucesso nas redes sociais. Para isso, você poderá lançar mão da tecnologia disponível na atualidade e que poderá trazer resultados excelentes.

    Existem no mercado softwares de gerenciamento de clientes que possibilitam que você organize os dados dos seus clientes, para que o processo de vendas se torne muito mais prático e simples, tanto para os clientes quanto para a sua equipe de vendas. Um exemplo de plataforma que pode ser utilizada é a amoCRM.

    Porém, lembre-se que isso irá requerer um certo investimento financeiro e que, apesar disso, os benefícios alcançados com o uso desse tipo de software são muito notáveis, mesmo que seu negócio digital ainda esteja no início.

    A principal vantagem do gerenciamento de clientes é possibilitar traçar estratégias efetivas e baseadas em dados reais. Dessa forma, sua empresa conseguirá alcançar objetivos e metas rapidamente e crescer no mercado, pois você poderá identificar qual a melhor forma de organizar seus recursos e o que precisa ser melhorado no processo de vendas e logística.

    3.  Invista em anúncios nas redes sociais

    A última dica e não menos importante é em relação à publicação de anúncios nas redes sociais.

    Essa é uma estratégia muito interessante e poderá ser um trunfo em como se beneficiar das vendas nas redes sociais para seu negócio digital.

    A sua empresa digital não pode depender apenas do conteúdo orgânico produzido para alcançar grande visibilidade nas redes sociais. É preciso investir em anúncios.

    Um dos melhores benefícios de anunciar seu produto em redes sociais é o baixo custo que isso irá requerer e o melhor é que o retorno dos clientes é muito satisfatório. Para você que está começando o seu negócio digital, isso é muito importante.

    Nesse caso, o importante é fazer um anúncio com um texto atrativo para o cliente, pois a linguagem usada no texto é essencial para torná-lo compreensível e com poder de influência. Invista também em um design de excelência.

  • Vantagens e benefícios que você precisa saber para investir em um e-commerce

    Por isabela  |  15/09/2021  |  Comente »

    Universo do e-commerce – O mundo está cada vez mais digital, portanto, qualquer empresa que queira ter sucesso em seu nicho de mercado, também precisa voltar suas estratégias para o digital.

    A presença na web de uma empresa distribuidora de luva de vaqueta, por exemplo, pode atrair parceiros e clientes, além de se comunicar com o seu público de forma muito mais eficiente.

    Não à toa, muitas empresas investem no comércio eletrônico ou e-commerce que, como sugere seu nome, é o comércio voltado para o mercado digital, ou seja, nada mais é do que uma loja virtual.

    Neste texto, iremos falar sobre as vantagens e benefícios que um e-commerce pode trazer para um negócio para quem deseja investir nesse modelo de empreendimento. Fique conosco e acompanhe.

    O que é e-commerce?

    Antes de falarmos sobre as vantagens e benefícios do e-commerce, vamos falar sobre como funciona esse modelo de negócio.

    O e-commerce, também conhecido como comércio eletrônico, é um modelo de negócio onde todas as transações são realizadas de forma on-line, desde a escolha do produto, pagamento até o seu envio para o cliente. Apenas a logística de entrega é feita de forma física.

    O e-commerce também permite a divulgação dos produtos ou serviços de forma on-line, com estratégias voltadas para o marketing digital.

    O processo de compra no comércio eletrônico, seja para comprar uma chave de nível ou uma peça de roupa, funciona da seguinte forma:

    1. O cliente entre no site da loja virtual e escolhe os produtos ou serviços que deseja comprar;
    2. Coloca o que escolheu no carrinho e finaliza o pedido;
    3. Depois, o cliente preenche seus dados como cep, e-mail, frete a ser calculado etc;
    4. Na sequência, realiza o pagamento, escolhendo a melhor opção disponível para isso, que em geral são, cartão de crédito ou débito, boleto, transferência bancária e atualmente, pix.
    5. Após a confirmação do pagamento, a loja providencia todo o processo de logística para a entrega do produto.

    Veja os benefícios e vantagens

    Agora que já vimos o que é e como funciona o e-commerce, vamos falar sobre alguns benefícios e vantagens que esse modelo de negócio oferece.

    • Baixo custo: para ter um e-commerce, não é necessário um alto investimento. É possível comprar o domínio de um site por um valor relativamente baixo. Também é necessário investimento em plataformas de e-commerce que também podem ser encontradas em um valor acessível;
    • Rapidez e flexibilidade: é possível planejar e colocar em ação uma loja de e-commerce com agilidade, pois não requer processos super burocráticos. Além disso, é possível trabalhar com a loja de qualquer lugar, basta ter um dispositivo com acesso à internet;
    • Praticidade para o consumidor: esse modelo de negócio também é vantajoso para o consumidor, pois permite processos de comprar com praticidade no conforto do lar. É importante investir na experiência do usuário no site para garantir uma boa experiência;
    • Não há limites geográficos: um fabricante de compressor parafuso com sua loja eletrônica pode alcançar clientes e parceiros de qualquer lugar do país e até do mundo. Come essa facilidade de exposição, há maior exposição da marca e consequentemente, aumento das vendas;
    • Acompanhamento de resultados: com uma plataforma de e-commerce, é possível acompanhar e analisar dados para entender se o negócio está tendo os resultados esperados. Com isso, é possível realizar as mudanças necessárias e aperfeiçoar o que estiver dando certo.

    Esse foi o nosso artigo sobre vantagens e benefícios do e-commerce. Esperamos que tenha sido útil para você.

    Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.